Matérias, Notícias, Reviews, Reviews de Apps, iPad

BIAS FX: testamos o novo processador de efeitos de guitarra para iPad

Marcus Padrini junho 1, 2015 18 Comments »

O mais novo lançamento da Positive Grid para o iPad é o BIAS FX, app que promete reunir as melhores simulações de amplificadores e efeitos para guitarra disponíveis no iOS. A empresa foi além e anunciou também a chegada do BIAS FX desktop, versão para Mac e Windows, que já está sendo testada por diversos usuários e que deverá ser vendida ao público em breve.

Para testar o novo BIAS FX, convidei novamente o meu grande amigo e guitarrista Rafael Odon. Ele participou de diversos testes e reviews de apps e acessórios para guitarra aqui no MusicApps, como nos posts da iRig HD, Apogee Jam e iRig original. Como ele não tem contato diário com esses apps, é a pessoa ideal para passar as impressões sobre o estado dos processadores de efeito e interfaces de guitarra no iOS. A última experiência dele com os apps processadores foi com o JamUp e Amplitube antigos e a iRig HD. Desde então, muitas coisas aconteceram. Novas interfaces surgiram, os iPads evoluíram, o Amplitube foi totalmente remodelado e o BIAS FX surgiu com ótimas avaliações dos usuários. Será que realmente houve um salto de qualidade? Foi o que tentamos descobrir nesse review do BIAS FX para iPad!

Sobre o BIAS FX

O BIAS FX é um app simulador de amplificadores e efeitos para guitarra e baixo. O aplicativo chega com uma grande coleção de amplificadores, pedais e efeitos de rack. O usuário tem bastante flexibilidade para escolher o caminho do processamento do som, posicionando os pedais, amplificadores e efeitos da maneira que quiser. A interface é simples, objetiva e muito bem planejada.

Há vários modos de visualização de pedais e efeitos. Na tela de edição, organizar pedais e efeitos é bem simples.

Depois de chegar ao som desejado e salvar seu preset, é possível acionar tudo na tela dedicada ao pedal board, ou ainda contar com a tela de seleção rápida de presets. Vale dizer que o BIAS FX possui implementação MIDI completa.

Usuários podem baixar diversos presets da nuvem. Configurações de timbres estão disponíveis para download na comunidade online da Positive Grid, que pode ser acessada no próprio aplicativo.

O BIAS FX também permite processar sons de outros apps, via Audiobus ou Inter-App Audio. Outra coisa legal é poder importar e editar amplificadores no app BIAS AMP. Cada detalhe pode ser alterado em busca da sonoridade desejada.

O que utilizamos

Para os nossos testes, utilizamos um iPad Air 2 128gb, guitarra Gibson Les Paul e interface iRig Pro. Para monitorar, fones AKG K66 e dois modelos de caixas amplificadas: a compacta iLoud e as Edifier R2700.

Em teste

Vou comentar mais sobre a experiência que tivemos com o BIAS FX. Para quem estiver interessado em ouvir todas as suas possibilidades de timbres, recomendo esta lista no SoundCloud.

Começamos os testes monitorando o áudio do BIAS FX com a iLoud. A caixa compacta da IK pode ser muito útil em diversas situações por sua mobilidade. Porém, como estávamos em home studio, a melhor solução foi usar as Edifier R2700 por entregarem melhor os graves e maior potência.

Fiquei observando os primeiros minutos da experiência do Rafael Odon com o novo BIAS FX rodando no iPad Air 2. As primeiras impressões foram animadoras: nas últimas vezes que nos encontramos para fazer testes semelhantes, ele relatou alguma latência ao tocar. Também teve que investir vários minutos ajustando configurações de amplificadores virtuais e efeitos para conseguir timbres convincentes. Desta vez, nada disso aconteceu.

A latência está completamente imperceptível. O ajuste dos timbres foi bem rápido e ele não demorou a encontrar alguns presets que já soavam realmente interessantes.

Na parte da latência, provavelmente é um benefício das configurações do iPad mais novo.

Como espectador, não pude deixar de notar como a qualidade dos timbres limpos melhorou na simulações atuais, assim como as distorções soam bem mais convincentes.

Testamos diversos timbres e efeitos. Propus então um desafio: montar um timbre legal para um solo de guitarra de uma música que havia feito há poucos dias. Minha ideia original foi composta usando apenas o iPad, primeiramente gravada no Korg Gadget e com o solo feito do Geo Synth. Quando imaginei a música, minha intenção era contar com um solo de guitarra. Gravei a melodia no Geo Synth para registrar e o resultado ficou até legal. A ideia original:

O Rafael teve pouco tempo para preparar o timbre e decorar o tema. Porém, o resultado ficou muito legal!

Um pequeno vídeo registrando o momento da gravação, realizada no Cubasis para iPad, via Audiobus.

Após gravarmos, continuamos testando pedais e amplificadores. O chorus, o delay e o spring reverb do BIAS FX foram muito elogiados pelo Rafael.

Vale registrar que, em poucos minutos, ele estava dominando a interface para a montagem do som e edição dos efeitos. Um ótimo trabalho da Positive Grid… e do Rafael também :)

De forma geral, não houve nenhuma crítica ao novo BIAS FX. Tivemos apenas algumas coisas não muito surpreendentes, que cito logo mais.

Para o Rafael, é claro que ainda há diferença entre utilizar um simulador e um amplificador e pedais de verdade, talvez mais pela experiência do que pela sonoridade, já que os resultados sonoros agradaram bastante.

BIAS FX (AppStore Link) BIAS FX
Desenvolvedor: Positive Grid Inc
Preço: USD 9.99
Baixar na App Store!


Efeitos de Rack

Na minha opinião, talvez seja o que menos surpreende no BIAS FX. Quando vi que havia disponíveis efeitos de rack como Stereo Chorus, reverb digital e outros, logo pensei que eles seriam excelentes e trariam satisfação sonora instantânea quando ativados, assim como os demais efeitos. Porém, não foi assim. Antes dos testes com o Rafael, já havia me frustrado um pouco com eles e de cara tive aquela sensação de que, para soar bem, teria que fazer muitos ajustes em cada um. Mesmo com ajustes, ainda achei esses efeitos menos impressionantes que os demais.

O mesmo aconteceu em nossos testes. Quando o Rafael adicionou o Stereo Chorus e tocou as primeiras notas, deu aquela olhada novamente para o iPad, meio que conferindo se havia adicionado o efeito certo. Alguns ajustes depois, ele fez a troca pelo pedal Analog Chorus e o elogiou.

JAM UP x BIAS FX

A pergunta que mais tenho recebido: tenho o JAM UP, vale a pena investir no BIAS FX?  Minha resposta: vale sim! Os efeitos estão bem melhores. Até mesmo o volume dos amplificadores e efeitos está naturalmente maior. As novas simulações realmente soam bem e justificam o investimento. Vale dizer que o app chega completo. Após investir nele, não será preciso continuar comprando efeitos e pacotes dentro do aplicativo.

Bateria do iPad

Não sei se é o novo iOS 8.3, mas a duração da bateria do iPad foi digna de nota. Começamos os testes por volta de 14h30 e terminamos após às 18h. O tempo inteiro ajustamos parâmetros, gravamos, usamos audiobus, sempre com a iRig Pro conectada. Após os testes, usei o mesmo iPad para mixar as gravações, fazer ajustes no Audio Mastering, editar vídeo, subir as faixas para o SoundCloud, etc. Às 23h, o iPad ainda apresentava mais de 30% da carga. Ou seja: a utilização ao vivo não será um problema.

Novo Amplitube

Lançado recentemente, aproveitei a presença do Rafael Odon para testar rapidamente o novo Amplitube para iOS. Não foi um teste criterioso como o do BIAS FX, pois não era o foco e nem tínhamos tempo. Mas vale dizer que ele foi muito elogiado.

Nenhum problema com a latência e a simulação de amplificadores surpreendeu. Eu ouvi até um “nossa, esse aqui soa muito como um Marshall!”. Então, é outra excelente opção.

AmpliTube for iPad (AppStore Link) AmpliTube for iPad
Desenvolvedor: IK Multimedia US, LLC
Preço: USD 19.99
Baixar na App Store!


Posts Relacionados

18 Comments

  1. Paulo Yamashiro junho 3, 2015 at 10:12 am - Reply

    Olá.
    Estou usando o Bias FX e estou gostando muito e sua resenha me ajudou na decisão.

    Eu gosto de tocar no iPad junto com o Spotify com as músicas que eu gosto. Porém, tenho enfrentado um pouco de problema em relação a ajustes de volume. O Bias FX permite que vc controle o volume de saída dele, e com background audio eu consigo tocar junto com as músicas do spotify. Mas n tenho conseguido regular o volume do Spotify, pois ele regula o volume de forma "master". Você teria alguma dica de como eu poderia regular o volume do Bias FX e do Spotify como fontes distintas e o iPad ser um regulador do volume master?
    Não sei se fiz sentido ou não. Mas qlqr ajuda seria bem vinda!

  2. White junho 4, 2015 at 1:38 am - Reply

    Olá, ótimo review! Eu uso já há um bom tempo o JamUp e o Bias, como vc ja disse vale muito a pena ate por ja estar completo sem ser necessário comprar packs de efeitos, mas ainda estou em dúvida por conta dos meus equipamentos precários… Uso um iPad mini 1ºgen e um iRig original, em alguns momentos a latencia é mesmo bem alta e ainda tenho medo de que o Bias FX seja pesado demais para o surrado iPad mini… Voce teria uma opinião no meu caso?

    • musicapps junho 16, 2015 at 4:28 pm - Reply

      Obrigado! Acredito que seu caso seja realmente de upgrade de modelo. Vc terá grande queda de latência com modelos mais novos. iPad 4, Air 1 ou 2 serão bem mais rápidos. Também recomendo uma interface de áudio como iRig HD ou Pro para você ter mais qualidade na captura. Grande abraço!

  3. Jeferson junho 15, 2015 at 6:23 pm - Reply

    Boa noite, vc saberia me dizer se o Bias funciona com a interface Beringer uca222?

    • musicapps junho 16, 2015 at 4:40 pm - Reply

      Funciona sim, tranquilamente. Abs!

  4. LUY outubro 14, 2015 at 9:57 am - Reply

    Quero comprar como faço

  5. Helton Jesus dezembro 7, 2015 at 1:00 pm - Reply

    Boa tarde Marcus, Ótimo Review , mais estou com um duvida eu teria que adquirir o Jamup, pra usar o Bias?
    Tenho o Amplitube instalado, posso abrir através dele?

    Abraços!

    • musicapps dezembro 7, 2015 at 1:54 pm - Reply

      Não, o BIAS é um app independente :)

  6. Jefferson Andrade dezembro 15, 2015 at 1:39 pm - Reply

    Olá Marcus.
    Estou com dificuldades de regulagem do Bias Fx com meu amp Meteoro MGV 30 valvulado. Na verdade gostaria de preservar o timbre do amp e usar apenas os pedais Bias.
    Li alguns materiais de como pode ser feita essa ligação:
    Na entrada normal do amp – já tentei varias regulagens e o volume sai muito baixo, preciso aumentar demais volume e ganho do amp para ter um som ………mais ou menos de volume, porém quando faço isso saturo as válvulas e dae distorce, já não dá pra usar clean. Sem contar que o sinal não tem…..força…ganho.. não sei descrever.
    Ligando no send ou no return no amp:
    Fica pior ainda.
    Já tentei habilitar, desabilitar o CABS, POWER AMP, PRÉ AMP, TONE STACK, nada melhorou.
    Será que estou errando em alguma coisa.
    Se você puder me ajudar…..
    Obrigado

    • musicapps dezembro 15, 2015 at 4:37 pm - Reply

      Vou deixar para algum guitarrista poder te ajudar melhor. Já devem possuir maior experiência no assunto. Se procurar o grupo MusicApps no Facebook é bem provável que consiga ajuda por lá tb. Abraços!

  7. Wlademir de Carvalho maio 26, 2016 at 7:02 pm - Reply

    E aê seo Marcus…tudo bom amigo?
    Estou cogitando reinvestir meus reais minguados novamente num simulador, no caso o Bias Fx.
    Confesso que tive desapontamentos com esse tipo de solução, uma vez que os adquiri de vários desenvolvedores(o gasto foi acentuado) e desfiz do meu set de pedais convencionais na esperança que esses mesmos simuladores suprissem as minhas demandas. Resultado: frustração…então retornei ao uso dos pedais.
    Como degustação começarei com a versão IOS; se me agradar, daí partirei convícto para a do Mac.
    Poderia me falar dos racks, dos quais não lhe satisfizeram?! Abs

  8. Rafael Amaral junho 15, 2016 at 7:21 pm - Reply

    Olá Marcus….tudo bem? Primeiramente quero te parabenizar pelo site,que está sendo de grande ajuda mais o motivo do meu contato é o seguinte…Gostaria de saber qual melhor configuração do ipad para tocar ao vivo utilizando um controlador mais os apps no ipad.Um abraço amigo

    • musicapps junho 16, 2016 at 1:10 am - Reply

      Compre sempre o mais atual e com a maior memória possível. Uma sugestão: iPad Air 2 com o maior armazenamento possível. Abs

  9. Victor junho 28, 2016 at 3:26 pm - Reply

    Estava pensando em baixar o app mas o que é que precisa para connectar a guitarra com o ipad? Somente o iRig ou precisa de algo a mais?

    • musicapps julho 6, 2016 at 3:18 pm - Reply

      Apenas o iRig para uma ligação básica, iRig HD ou iRg pro para melhor qualidade de áudio.

  10. ALEX julho 21, 2016 at 11:01 am - Reply

    Fiquei em duvida quanto a conexão dos cabos… :P

    Teria como descrever, exatamente, daonde que vai o cabo que sai da gutiarra…e pra onde ele vai, até chegar num amplificador??????????????

  11. Mauricio julho 25, 2016 at 7:55 pm - Reply

    Marcus, é possível utilizar a Fast Track Pro para utilizar com o BIAS FX com o iPad?

    • musicapps julho 31, 2016 at 3:57 pm - Reply

      Se ela for compatível com o iPad, sem dúvidas.

Leave A Response


nove − 4 =