iTrack Dock da Focusrite e StudioConnect HD da Griffin: os substitutos do iO Dock para iPad?

Quando escrevi a resenha do iO Dock da Alesis, ainda em 2011, já podia imaginar seu sucesso. O post, um dos mais lidos daquele ano, apresentava um acessório que seria muito útil para quem desejava fazer música com o iPad. O iO Dock significou trazer ao tablet as conexões e possibilidades mais profissionais que os músicos estão acostumados, como entradas e saídas P10, conexão XLR para microfone, phantom power, portas MIDI, etc. Sem contar a possibilidade de carregar o iPad durante o uso.

Porém, os iPads evoluíram e o iO Dock, não. O acessório da Alesis deixou de ser compatível com iPads mais novos a partir do lançamento do iPad 4, quando a conexão dock foi substituída pela porta lightning, padrão que passou a ser adotado em todos os novos modelos de dispositivos móveis da Apple. Na verdade, o iO Dock até funciona com estes modelos mais novos, mas sempre usando adaptadores, o que compromete a segurança do uso e também a estética, já que o iPad fica saltando para fora do acessório.

Alesis iO Dock no review do MusicApps em 2011

Desde então, a Alesis adotou a lei do silêncio. Não há sinais de um novo modelo do iO Dock compatível com os iPads mais recentes e, enquanto isto não acontece, os músicos seguem meio perdidos buscando alternativas. Chego a receber e-mails de pessoas me perguntando se vale a pena comprar o iPad 3, apenas para poder usá-lo com iO Dock, em vez de comprar um modelo mais recente.

Griffin StudioConnect HD

Mas, enquanto a Alesis não se move (ou pelo menos não demonstra movimento), outras empresas estão partindo em busca do posto de “melhor dock musical para iPad”, pelo menos para os novos modelos.  A Griffin, conhecida empresa de acessórios diversos para iPhones e iPads, anunciou o StudioConnect HD para iPad e Mac.

Apostando na compatibilidade mais abrangente, a empresa optou por sacrificar um pouco a ideia de dock seguro, com o iPad acoplado, preferindo o modelo de iPad apoiado em uma base. O StudioConnect oferece 2 entradas de áudio combo (P10 e XLR), conexão MIDI/USB, portas MIDI tradicionais, saídas P10 e para fone de ouvido. A interface é capaz de gravar em até 24-bits / 96k e carrega o iPad durante o uso. Seu maior destaque? A compatibilidade. A StudioConnect HD é compatível com todos os iPads a partir da segunda geração, além de trabalhar com computadores Mac (a partir do Mountain Lion).

O produto ainda não está disponível, mas seu preço já foi anunciado na loja oficial da fabricante: 199 dólares.

Focusrite iTrack Dock

Bem mais reconhecida no mercado de áudio profissional, famosa por suas interfaces de áudio para computadores, a Focusrite também decidiu investir no iPad. A empresa apresenta, na NAMM 2014, o iTrack Dock.

Lembrando um pouco mais a ideia do iO Dock, o iTrack Dock aposta em um design de iPad acoplado. Para garantir a compatibilidade de diferentes modelos, como o iPad Air e o iPad mini, a solução foi desenvolver uma conexão lightning deslizante, capaz de se ajustar à altura do conector ligthing do dispositivo utilizado.

O iTrack Dock oferece duas entradas de áudio (XLR e P10), conexão MIDI/USB, saídas de fone e estéreo P10 para monitores (com controles de volume independentes), além de apresentar controles de ganho por entrada, phantom power para microfones condensadores e monitoração direta do que está sendo gravado para latência zero.

O maior destaque do iTrak Dock é, sem dúvidas, a qualidade dos componentes utilizados pela Focusrite. Os pré amplificadores podem fazer uma boa diferença no resultado final da gravação.

O iTrack Dock é compatível apenas com iPads que utilizem a conexão lightning. Vale conferir o vídeo oficial de lançamento:

Preço e disponibilidade do iTrack Dock ainda não foram anunciados.

A NAMM 2014 está chegando. Quem sabe não teremos ainda mais opções de docks musicais para iPad? Talvez um Alesis iO Dock HD?  Vamos esperar.

Curta e compartilhe!