Cubasis: como o DAW portátil da Steinberg está se tornando a melhor opção do gênero no iPad

Quando escrevi o especial sobre os melhores DAWs (apps para produção musical) disponíveis para o iPad, em junho deste ano, comparando as opções daquele momento, lembro de alguns comentários de leitores dizendo que falei pouco do Cubasis, desenvolvido pela Steinberg.

Com a difícil missão de ser uma espécie de versão na música móvel do Cubase, ótima solução para gravação e produção musical em computadores Mac e Windows, tenho que admitir que o Cubasis deixava a desejar. Tudo era muito básico e bastante instável. As expectativas, por outro lado, eram equivalentes ao grandioso trabalho realizado pela Steinberg no mundo da música virtual, desde a criação do padrão VST.

Cinco meses e algumas atualizações depois, preciso falar novamente do Cubasis. A Steinberg não parou no tempo. Explico melhor. Quando um app musical, desenvolvido por uma grande empresa, é lançado, existem duas possibilidades: a de estarem pegando carona na onda do iPad musical, apenas para promoção dos demais produtos, e a de realmente estarem acreditando na plataforma, com objetivo de desenvolver algo único para o iOS. Os desenvolvedores da Steinberg estão demonstrando jogar no segundo time.

Agora, o Cubasis recebe a sua versão 1.7, trazendo ainda mais recursos. O principal deles é a compatibilidade com o Inter-App Audio, funcionalidade do iOS que permite a troca de áudio entre apps, em tempo real, de maneira descomplicada. O Cubasis nem foi o primeiro aplicativo do gênero a oferecer o recurso. Porém, é o primeiro a fazer bem feito e de forma intuitiva, da maneira como o usuário poderia esperar.

Enquanto GarageBand e outros apps de produção musical apostam apenas no Inter-App Audio como um recurso capaz de gravar o som gerado por outro app, o Cubasis implementou isto e também a possibilidade de usar estes aplicativos realmente como instrumentos virtuais. Ou seja, você cria tracks MIDI e faz o vínculo delas aos seus apps favoritos (compatíveis com Inter-App Audio, é claro).

O usuário poderá tocar no teclado virtual do Cubasis e ouvir o timbre do app instrumento virtual, enquanto registra as notas MIDI da pista. Daí, se você errar durante a execução, não quiser exatamente aquele timbre, ou simplesmente desejar fazer pequenos ajustes, é só alterar as notas MIDI ou fazer ajustes no app gerador do timbre. É exatamente como faríamos no computador com o Sonar, Pro Tools, Cubase e seus instrumentos virtuais. Já era tempo!

App AUFX:Space como efeito de uma pista do Cubasis e o recurso Freeze ativado na primeira track

E a novidade não para nos instrumentos virtuais: é possível adicionar também efeitos via Inter-App Audio. E eles irão funcionar inclusive processando o áudio gerado pelos apps instrumentos virtuais carregados no Cubasis!

Um rápido exemplo: faixa gravada em poucos minutos combinando os apps Nlog, Galileo e Nanologue. A bateria e o baixo são do Cubasis. O lead, tocado pelo Nanologue, está sendo processado com o reverb AUFX:Space, adicionado ao insert de efeitos desta track MIDI.

Mas, você se pergunta, o iPad vai dar conta de tantos instrumentos virtuais e efeitos? Quanto mais atual o modelo, mais apps rodando simultaneamente serão suportados. Porém, se o seu iPad começar a engasgar, o Cubasis traz o bom e velho “Freeze”. Esta opção, exibida em cada track com o ícone de um floco de neve, é capaz de “congelar” o que acontece nela, transformando seus dados MIDI e efeitos em uma trilha de áudio auxiliar simples e liberando o processamento para outros aplicativos e efeitos. Se você quiser alterá-la novamente, basta “descongelar”, alterar e tocar em Freeze novamente.

No início do post, disse que o pessoal da Steinberg não parou no tempo. Acho que nem mesmo pretendem. No fórum oficial do Cubasis, já foi anunciada a próxima versão do aplicativo, que trará o recurso automação de parâmetros (finalmente!).

Com boa coleção de timbres e loops, interface simples e agradável, um sintetizador analógico virtual embutido e ótima implementação dos novos recursos de conectividade de áudio no iOS, como Audiobus e Inter-App Audio, o Cubasis caminha a passos largos para se consolidar como a melhor opção para produção musical no iPad.

[app 583976519]

Curta e compartilhe!