Instrumentos e Acessórios, Mac, Matérias, Notícias, Reviews, iPad, iPhone/iPod Touch

Nova Apogee ONE: interface de áudio e microfone condensador para Mac, iPad e iPhone (Review)

Marcus Padrini setembro 24, 2013 6 Comments »

Em 2013, a Apogee renovou a sua linha de interfaces de áudio. O objetivo da empresa foi acrescentar recursos e aumentar a compatibilidade de seus produtos com o iPad, ferramenta que evoluiu bastante para a produção musical. E um dos produtos que mais foi beneficiado com esta atualização é a Apogee ONE. Agora com o nome de Apogee ONE para Pad & Mac, a compacta interface de áudio de alta qualidade está ainda mais versátil.

Tive a oportunidade de passar pouco mais de um mês com a nova ONE (cedida pela Quanta Store) e hoje ela é a personagem do nosso review no MusicApps.

Ainda em 2011, escrevi a resenha do modelo antigo da Apogee ONE e fiquei bastante impressionado com a qualidade de áudio da interface, tanto na clareza do áudio gravado, quanto na qualidade de reprodução proporcionada para a utilização de fones de ouvido ou monitores. A Apogee aposta na qualidade superior de seus componentes, principalmente de seus conversores A/D e D/A, já tão elogiados nos últimos anos. Mas o que a ONE para iPad e Mac traz de novo em relação ao seu modelo anterior?

-

O que há de novo?

Não foi uma simples atualização de nome. A Apogee ONE para iPad & Mac apresenta novos recursos capazes de agradar bastante músicos que utilizam o Mac ou dispositivos iOS.

A nova ONE agora é oficialmente compatível com todos os dispositivos iOS. Apesar do nome mencionar apenas o iPad, a interface funciona perfeitamente com o iPhone e o iPod Touch. Além da compatibilidade, a ONE é capaz de carregar os dispositivos durante o uso. A bateria sempre é um ponto de preocupação para quem quer gravar usando acessórios no iPad. Ponto para a ONE.

Alimentada normalmente pelo computador, via USB, a ONE oferece, exclusivamente para a utilização no iPad/iPhone, uma fonte de alimentação externa, além de apresentar compartimento para pilhas AA, possibilitando o uso sem fios.

O modelo anterior era capaz de gravar apenas uma fonte de áudio por vez. A nova ONE permite a gravação de duas fontes de áudio simultâneas, sempre combinando a entrada de instrumento (linha P10) e um microfone (condensador interno ou mic externo XLR). Isto é excelente para quem toca ao vivo fazendo, por exemplo, voz e violão.

Por fim, vale comentar que a ONE está de roupa nova. Seu painel antigo em black piano, que apesar de bonito dava certa impressão de fragilidade, foi substituído por uma carcaça de alumínio em peça única, extremamente resistente, sem comprometer o visual.

-

Na caixa

Além da nova ONE, temos o manual de instrução, fonte de alimentação (opção para quando for utilizada com iPads e iPhones), cabo breakout com conectores P10 e XLR, cabo USB para ligação ao computador, cabo dock para ligação a dispositivos iOS e suporte para pedestal de microfone.

Confira o unboxing:

-

Construção e Características

A Apogee ONE para iPad e Mac é uma interface de áudio capaz de gravar instrumentos musicais e voz em computadores Mac ou dispositivos iOS. A ONE apresenta um microfone condensador embutido de alta qualidade, dispensando o uso de um outro microfone externo, se o usuário desejar. A interface é capaz de gravar em até 24-bit/96kHz.

Em seu painel de alumínio, existe apenas um botão giratório, responsável por controlar o nível das diferentes fontes de áudio de entrada ou o volume de saída. A seleção para o parâmetro que o knob irá controlar é realizada pressionando o botão e verificando qual é a fonte escolhida, marcada com um led logo abaixo de seu desenho.


Há também leds indicadores de nível de áudio da fonte selecionada.


O microfone condensador embutido aparece logo abaixo da nome da interface.

Na parte superior, temos as conexões USB, cabo breakout e fonte de alimentação.


Na parte inferior há a saída de fones de ouvido (P2). Esta é a única saída de áudio presente na ONE.


Na parte traseira da ONE temos um material emborrachado, que ajuda na aderência à qualquer superfície, além de proteger contra impactos.

É também na parte traseira que temos o compartimento para as pilhas AA. A utilização delas é opcional, mas ideal para trabalhar sem fios com iPads e iPhones.

O cabo breakout permite a ligação de um instrumento P10 e um microfone XLR. A ONE é capaz de oferecer phantom power para microfones condensadores.

-

Compatibilidade com dispositivos e aplicativos

A ONE é compatível com qualquer computador Mac e também com iPhone (a partir do 4), iPod Touch (a partir da quarta geração) e iPad (todos os modelos).

Pelo menos a unidade que recebi ainda não apresentava na caixa o cabo lightning, sendo necessária a utilização de um adaptador lightning x 30 pinos (vendido separadamente) para o funcionamento com os modelos mais novos de iPhone, iPod Touch e iPad.

No Mac ou no iOS, a ONE é compatível todos os softwares ou apps musicais. Em ambos é possível gravar dois canais simultâneos com a interface.

Vale citar que a Apogee disponibiliza o software Maestro para Mac e o app Maestro para o iOS. O Maestro é a aplicação responsável por realizar alguns ajustes na interface como, por exemplo, a seleção do canal de microfone em um dado momento, ou a utilização do Phantom Power. Sua utilização é bastante simples e intuitiva.

-

Testando a nova Apogee ONE

Assim como no review do modelo anterior, o primeiro teste é o mais simples: verificar a qualidade da saída de áudio da Apogee ONE. O fabricante promete qualidade maior do que a oferecida pela saída de áudio do Mac ou iPad. E, mais uma vez, isto pode ser facilmente comprovado.

Usando um bom fone de ouvido é fácil perceber a qualidade superior da ONE. O áudio é mais claro e definido. E, para quem gosta de volumes mais altos, a boa notícia é que a ONE é capaz de oferecer níveis muito mais altos do que o que encontramos no Mac ou iPad. É muito interessante notar como músicas que você sempre ouve passam a soar ligeiramente diferentes. E é um “diferente” para melhor.

Hora de gravar. Decidi realizar os dois testes importantes: a gravação de instrumento pela entrada P10 e a gravação de voz com o microfone condensador embutido.

Para gravar o violão, escolhi usar o Logic no Mac. Comecei com um loop de bateria e gravei baixo, base e solo usando apenas o violão elétrico com cordas de aço. Aqui preciso comentar algo importante: como é bom contar com um dispositivo que é interface de áudio e microfone ao mesmo tempo! Isto possibilita, por exemplo, gravar o violão com o sinal de linha e com o microfone condensador, simultaneamente. Depois, com poucos ajustes na mixagem, é possível chegar a um resultado bem legal.

No meu teste decidi não equalizar nada no Logic. Há apenas o mínimo de reverb e o restante do áudio representa exatamente aquilo que a ONE gravou. Todos os sons de violão foram gravados utilizando este método que citei acima, registrando o áudio pela entrada P10 e também pelo microfone condensador.

Por fim, o teste de gravação de voz. Não sou cantor (o que poderá ser facilmente percebido na gravação seguinte), mas precisava ilustrar como a One se comporta sem nenhum ajuste especial, gravando o áudio em uma sala comum, sem tratamento acústico.

Para variar, optei por gravar com o iPad. O app escolhido foi o Cubasis.

Mais uma vez usei o violão elétrico com cordas de aço e fiz a gravação de voz cantando com a Apogee ONE como faria com qualquer microfone condensador. Na amostra abaixo começo a faixa com algum reverb no vocal, depois o vocal aparece sem reverb com o violão e, por fim, há um trecho da voz exatamente como foi capturada, sem efeitos.

Novamente nada foi equalizado. Há apenas um pequeno reverb.

Vocês ouviram dois teste rápidos de uma pessoa que está longe de tocar violão ou cantar bem, mas um vídeo da própria Apogee ilustra bem o poder de seu microfone embutido na gravação de instrumentos acústicos, ainda na sua versão anterior, quando temos alguém que domina o instrumento :)

De forma geral, vale citar: no Mac ou no iPad não verifiquei qualquer ruído ou problema de áudio durante os testes. Também usei a ONE para ligar a guitarra em apps processadores de efeito e o resultado foi excelente, com baixíssima latência.

-

MusicApps sobre a Apogee ONE para iPad & Mac:

Construção e Durabilidade (5/5)
Facilidade de utilização: (4/5)
Portabilidade: (4/5)
Compatibilidade: (4/5)
Profissional: (4.5/5)
Preço: (4/5)
Geral: (4.3/5)

-

Disponibilidade

A Apogee One para iPad e Mac é oferecida no Brasil pela Quanta Store e pode ser adquirida online neste link.

-

Conclusão e considerações finais


A Apogee ONE para iPad e Mac é, sem dúvidas, uma ótima atualização de seu modelo anterior, que continua sendo vendido com Apogee ONE para Mac. Trabalhando com todos os dispositivos iOS, sendo capaz de carregá-los durante o uso e possibilitando a gravação de 2 fontes de áudio simultaneamente, a nova ONE está bem mais versátil.

A qualidade de áudio, na minha opinião, é a mesma, o que é excelente. A construção em alumínio, apesar de não oferecer a mesma estética do modelo original, não compromete o visual e garante maior resistência.

Apesar de oferecer uma saída de áudio P2 estéro, que pode ser utilizada para a conexão de fones de ouvido ou monitores, uma das coisas que eu acrescentaria ao projeto da ONE seria mais uma saída de áudio via breakout cable, como na DUET. Mas isto não será um ponto negativo para boa parte dos usuários da interface em sua aplicação mais comum que é a gravação de qualidade em qualquer lugar, justamente com o uso de fones de ouvido.

Para quem deseja contar com áudio de extrema qualidade, em gravações ou reprodução com o Mac ou iOS, considerando a qualidade dos conversores A/D e D/A e de seu microfone condensador embutido, a ONE para iPad e Mac é um ótimo investimento. No caso do iPad ou iPhone, é , sem dúvidas, uma das melhores opções para gravar áudio em qualquer lugar com a melhor qualidade possível.


Posts Relacionados

6 Comments

  1. caras setembro 24, 2013 at 10:56 am - Reply

    Pra mim, o ponto negativo nos produtos de Apogee e ese estranho multicabo. En situações ao vivo e um grande risco…

    • musicapps setembro 24, 2013 at 10:59 am - Reply

      Também achava arriscado até testar estes modelos mais recentes. A conexão do multicabo, tanto no iPhone/iPad, quanto na interface é bastante firme. Há até mesmo uma certa dificuldade de retirar o cabo após o uso. Considerei seguro.

  2. Maycon Lima setembro 24, 2013 at 2:01 pm - Reply

    Parece uma beleza, que vontade de usar com meu violao, mas BAH! Fui ver o preço na quantastore e já vem com bastante sal grosso essa picanha :)

    • musicapps setembro 26, 2013 at 3:41 pm - Reply

      Vale lembrar que temos a interface + microfone condensador embutido. :) Abs!

      • Edson Santos outubro 24, 2013 at 5:12 pm - Reply

        Aproveitando o gancho, é possível utilizar o microfone embutido em conjunto com um Mic externo, usando a entrada XLR, é que seria ideal pra mim, que grava violão, utilizar dois microfones (o condensador, pra captar na 12ª casa, e o shure sm57 – ou qualquer outro microfone, pra pegar o corpo do violão, por causa dos graves)…

  3. felipe outubro 14, 2015 at 6:42 pm - Reply

    eu tenho um par de krks rockit , o problema seria ligar estero nelas , teria que mandar fazer um cabo p10 stereo e p10 mono nas outras pontas é isso? talvez compretesse um pouco a qualidade eu acho. iria comprar uma duet mas como so gravo voz e produzo o resto com pluguins acho que é a melhor opção. me falaram que a qualidade do pré dela é o mesmo da duet ? como voce ja testou as duas voce confirma? acha quem vai ser muito melhor que minha fast track pro que ja ta cansada e com o prés horríveis . obrigado

Leave A Response


× seis = 54