Apogee Duet: interface de áudio e MIDI profissional para Mac, iPhone e iPad (Review)

Apogee Duet iPad Mac review

A qualidade sonora da Apogee Duet não é exatamente uma novidade. Desde o lançamento de seu primeiro modelo, em 2008, a interface coleciona ótimas avaliações de usuários e especialistas. Conhecida também por seu design, a Duet ficou um bom tempo destinada à utilização exclusiva em computadores Mac. Agora, a Apogee apresenta a Duet for iPad, iPhone and Mac, a versão atualizada para o trabalho com o Mac e dispositivos iOS.

Tive a oportunidade de testar a Duet, cedida pela Quanta Store, durante um mês e agora conto as minhas impressões em mais este review do MusicApps.

O que é a Apogee Duet?

A Duet é uma interface profissional de áudio e MIDI para Mac e dispositivos iOS. Projetada e fabricada nos Estados Unidos, a interface aposta em componentes de primeira linha para oferecer excelente qualidade de gravação e reprodução de áudio. O modelo conta com 2 entradas e 4 saídas de áudio, além de software dedicado para controlar seus parâmetros, o Apogee Maestro 2. Sua conexão é USB 2.0, capaz de trabalhar com áudio em até 24-bits/192kHz.

Gravação de alta qualidade, nova experiência para ouvir suas músicas

Estas são as duas principais características divulgadas pela Apogee: a Duet, além de gravar áudio com extrema qualidade, graças aos seus pré-amplificadores e conversores A/D e D/A de alto nível, também oferece uma nova experiência na hora de ouvir suas músicas no computador ou dispositivo iOS, revelando detalhes das gravações com clareza surpreendente.

O que há na caixa?

Além da interface, estão na caixa a documentação (manual e certificado de garantia) e os cabos de conexão da Duet. São eles: Interface x USB, Interface x 30 pinos iOS e cabo breakout, que permite a ligação de 2 cabos P10 ou 2 microfones XLR, além de oferecer 2 saídas P10.

Cabo Breakout da Duet

Ainda na caixa, encontramos uma fonte de alimentação, que precisará ser utilizada apenas quando a Duet estiver trabalhando com dispositivos iOS, como o iPhone ou iPad.

Confira o unboxing.

Construção e características

Com apenas 2 cm de altura, 10,2 cm de largura e 16 cm de comprimento, a Duet pode ser considerada uma interface compacta. Seu corpo é construído em alumínio e conta com um painel de vidro preto na parte frontal, apresentando dois botões sensíveis ao toque e um grande knob central. No painel há também o display LCD, responsável por exibir os níveis de entrada e saída da interface.

Na parte inferior, temos a conexão para fone de ouvido.

Na parte posterior estão as conexões MIDI (USB), I/O (para a ligação do cabo breakout), fonte de alimentação e mini USB (para conexão com o computador, iPad, etc).

Pesando meio quilo e apresentando parte traseira com acabamento emborrachado, a Duet tem a firmeza necessária para não sair por aí deslizando em mesas e bancadas.

Os pads sensíveis ao toque podem ser configurados para realizar diferentes funções. Porém, na configuração de fábrica, atuam reiniciando os indicadores de nível e acionando o mute das saídas. O knob, quando pressionado, seleciona uma das seções disponíveis no display (microfone, instrumento, saída de linha e fone de ouvido). O giro do knob, que ocorre sempre de maneira extremamente suave, controla o volume/ganho da fonte selecionada no display LCD.

Compatibilidade

Na minha opinião, este é outro grande destaque da Duet, pelo menos no que se refere aos dispositivos iOS. Além de trabalhar com o Mac, a interface é compatível com praticamente todos os dispositivos iOS mais recentes, seja por conexão 30 pinos (a tradicional dock), seja por lightning (adaptador lightning x 30 pinos precisa ser adquirido separadamente.

Todos os iPads já lançados funcionam com o Duet. iPhones, a partir do modelo 4, e iPods Touch, a partir da quarta geração, também são compatíveis.

Quando utilizada com dispositivos iOS, a Duet precisa estar ligada à energia elétrica para funcionar, pois os dispositivos não são capazes de alimentá-la. Por outro lado, esta conexão possibilita a carga de iPads, iPhones e iPods durante a utilização da interface.

Cabo Breakout com garras melhora a conexão com a porta dock de dispositivos

A Duet trabalha muito bem com os softwares de produção musical para o Mac, como o Logic, Live, Cubase, etc, assim como com os apps musicais para o iOS, como Auria, GarageBand, BeatMaker 2, Cubasis, etc.

Assim como as outras interface da Apogee, a Duet não é compatível com outros sistemas operacionais, como Windows e Linux.

MIDI USB

A porta MIDI USB da Duet possibilita a ligação de qualquer acessório MIDI/USB plug and play. Desta forma, controladores, interfaces MIDI e outros podem ser utilizados como entrada MIDI da Duet, sem nenhuma necessidade de configuração.

Tanto no Mac, quanto no iOS, independentemente do acessório MIDI conectado, o sistema enxerga a Duet como dispositivos MIDI de entrada.

Se conectada somente ao computador Mac, via USB, ou ao iPad/iPhone/iPod Touch, usando o fonte de energia elétrica, a Duet será sempre capaz de alimentar os equipamentos MIDI através da porta MIDI USB, o que é bastante útil.

Nossos testes com a Duet

O primeiro teste é também o mais simples de todos: ouvir música com a Duet. A promessa é de qualidade superior usando a interface. Para este teste, utilizei algumas interfaces de áudio USB como a MicroBook II da Motu e a Edirol UA25 ex, que já uso há muitos anos, para realizar uma comparação rápida.

Ouvindo músicas da minha coleção do iTunes no Mac, usando meus monitores e, principalmente, o fone AKG K240 MK2, foi possível perceber facilmente o ganho de qualidade. Detalhes de alguns instrumentos, ligeiramente escondidos nas outras interfaces, surgem com mais clareza na Duet. A faixa de volume também impressiona: é possível chegar a volumes bastante elevados percorrendo apenas a metade do caminho do controle. Estas características contribuem bastante para que a Duet seja uma ótima escolha também para mixar e masterizar faixas.

Gravando voz, guitarra e violão

As gravações de voz realizadas no Mac e no iPad foram cristalinas, sem ruído e com ótimo ganho de entrada, mesmo utilizando um simples condensador SAMSON C01. Vale lembrar que a Duet possui Phantom Power para a utilizações de microfones que precisam desta alimentação. A ativação ocorre via software ou aplicativo Apogee Maestro.

No iPad, gravamos guitarra e violão, com a participação do meu amigo guitarrista Rafael Odon. A guitarra Gibson Les Paul foi gravada usando o MultiTrack DAW e o JamUp XT, via Audiobus. No vídeo, o resultado está livre de ajustes posteriores.

O violão Fender com cordas de aço foi gravado no próprio GarageBand. O vídeo abaixo apresenta apenas algum reverb, sem nenhuma equalização ou ajuste pós-gravação.

MIDI e áudio simultâneos

Utilizando a entrada MIDI USB para conectar a interface MIDI Michael AKM 14, foi possível trabalhar com áudio e MIDI simultaneamente com o iPad. O app Loopy HD enviava o tempo (MIDI Clock) via MIDI para o sintetizador Novation MiniNova, através da AKM 14, enquanto gravava o som gerado pelo sintetizador e capturado pela Duet.

O mesmo poderia ser feito para conectar um teclado controlador MIDI e comandar os apps musicais para iPad ou instrumentos virtuais para o Mac, como na foto abaixo, da própria Apogee.

MusicApps sobre a Apogee Duet:

Construção e Durabilidade [Rating:5/5]
Facilidade de utilização: [Rating:5/5]
Portabilidade: [Rating:4.5/5]
Compatibilidade: [Rating:3/5]
Profissional: [Rating:4.5/5]
Preço: [Rating:4/5]
Geral: [Rating:4.5/5]

Disponibilidade

A Apogee Duet para iPad e Mac é oferecida no Brasil pela Quanta Store e pode ser adquirida online neste link.

Conclusão e considerações finais


Quando escrevi a resenha da Apogee One, ainda em 2011, fiquei bastante impressionado com a sua qualidade de áudio. Desde então, estive curioso sobre a Duet, por se tratar de um modelo mais versátil, com mais entradas e saídas, além da conexão MIDI. Nos testes com a nova Duet, não me decepcionei. A qualidade do áudio está ainda melhor, assim como a qualidade de gravação. Construção e design continuam seguindo o padrão da Apogee, o que é ótimo.

A Duet para iPad, iPhone e Mac é um passo na direção certa dado pela Apogee, por transformar um produto que não é barato e demanda algum investimento em uma ferramenta mais versátil, capaz de trabalhar com outros dispositivos além do Mac. E isto também garantiu a disponibilidade de uma uma opção de alta qualidade para a produção musical com dispositivos móveis. É claro que a não compatibilidade com Windows continua sendo um limitador para boa parte dos usuários.

No Mac, ou em dispositivos iOS, a utilização da Duet com um bom par de monitores ou fones de ouvido de qualidade irão proporcionar uma excelente experiência de áudio, seja para gravar, produzir, ou simplesmente se divertir.

Curta e compartilhe!