Volca Series: Korg surpreende apresentando 3 novos sintetizadores analógicos compactos

sintetizadores volca korg

No início deste ano, a Korg gerou alvoroço ao anunciar seu novo sintetizador MS-20 mini, a reconstrução de um clássico analógico do fim da década de 7o, oferecido por um preço bastante acessível para um sintetizador do gênero. Agora, na Musikmesse 2013, a empresa japonesa surpreende novamente apresentando não um, mas três novos sintetizadores analógicos compactos e muito acessíveis. Eles são a linha Korg Volca.

A série Volca traz 3 modelos: o Volca Keys, um sintetizador dedicado a leads e loops, o Volca Bass, especialmente desenvolvido para linhas de baixo, e o Volca Beats, a bateria eletrônica do grupo. E cada um deles será oferecido por apenas 150 dólares.

Antes de dar detalhes sobre cada modelo, vale refletir um pouco sobre os recentes lançamentos da Korg. A empresa parece estar com os olhos no presente e no futuro sem esquecer do que já deu muito certo no passado. Sintetizadores analógicos eram (e são) amados por seus timbres. Porém, peso, estabilidade e preço nunca foram os pontos fortes destes equipamentos. Por outro lado, vivenciamos uma época em que a música cabe no bolso, o que justifica a existência de um blog como este. Então, por que não trazer os timbres clássicos e colocá-los em pequenas caixas, leves, simples e objetivas, funcionando com pilhas e trazendo alto falante embutido? Tudo fica muito melhor se a empresa for grande a ponto de produzir quantidades que possibilitam a prática de um preço bastante agressivo.

Monotribe e Monotron

Está dando certo. Monotrons e Monotribe iniciaram este caminho. A experiência dos apps para iPad reproduzindo clássicos analógicos, como o iMS-20 e o iPolysix, serviu para mostrar como estes instrumentos e timbres tem aceitação atualmente. O MS-20 mini foi o passo seguinte e terá grande sucesso. A série Volca vem para trazer a diversão e mobilidade dos monotrons, mas em equipamentos mais versáteis, contando, por exemplo, com porta MIDI para possibilitar o comando a partir de um teclado controlador ou outro equipamento. Vamos falar de cada um dos modelos.

Características comuns

  • Conectores SYNC e MIDI IN permitem que várias unidades toquem em sincronia e sejam controladas por equipamentos externos. A linha Volca funciona perfeitamente com a sincronização do Monotribe ou com o aplicativo SyncKontrol da Korg para o iPhone.
  • MIDI IN permite tocar os timbres dos produtos Volca com teclados controladores, demais equipamentos MIDI e softwares de produção musical.
  • Afinação automática: grande problema da maioria dos sintetizadores analógicos, a afinação não será um inconveniente nos sintetizadores Volca. Os equipamentos possuem recurso que afina os osciladores constantemente, de forma automática.
  • Tamanho compacto, funcionamento a pilha, alto falante embutido para tocar em qualquer lugar.

Volca Keys – Sintetizador polifônico de loops

  • Simples, mas poderoso, apresenta geração de som analógica polifônica com sequenciador de loop.
  • 3 notas de polifonia.
  • Efeito Delay.
  • Sequenciador de loops grava frases e movimentos de knobs em tempo real.
  • Filtro do lendário miniKORG700S (1974).
  • Utilize os três osciladores para tocar acordes, ou em conjunto para leads encorpados, com detune ou ring modulation.

Volca Bass – Sintetizador para linhas de baixo

  • Sequenciador inspirado no Electribe.
  • Poderoso som de baixo analógico.
  • Novos filtros para resposta mais agressiva e brilhante.
  • Estrutura simples com VCF, VCA, LFO, e EG
  • Função Slide, indispensável para diversos gêneros de música eletrônica.

Volca Beats – Drum Machine

  • Sons analógicos de bateria e sequenciador estilo Electribe.
  • Timbres analógicos clássicos de bateria eletrônicas tradicionais.
  • Utilização de sons PCM para expandir as possibilidades.

Cada um será oferecido por 150 dólares, a partir de julho nos EUA. Alguma chance de não serem um sucesso de vendas?

Curta e compartilhe!