Mac, Notícias, Outros Dispositivos, Windows

Moog Doodle: hoje é dia de sintetizador na página inicial do Google

Marcus Padrini maio 23, 2012 5 Comments »

Se estivesse vivo, Robert Moog estaria completando hoje 78 anos. Criador dos famosos sintetizadores analógicos Moog Modular, Minimoog e vários outros, revolucionou a música de sua época, dando aos artistas possibilidades sonoras inexistentes até então. Estes instrumentos fantásticos continuam presentes em boa parte das produções musicais da atualidade e ainda são sonho de consumo de muitos tecladistas.

Em uma merecida homenagem (e também bela ação de marketing), o Google e a Moog Music estão exibindo hoje, na página inicial do maior buscador do mundo, um pequeno sintetizador virtual, que pode ser tocado com o mouse, em qualquer navegador.

Com visual inspirado no Minimoog, o Moog Doodle permite alterar o timbre por meio de knobs, além de possibilitar a gravação de até 4 pequenas faixas de áudio. A gravação pode ser compartilhada por um link gerado pelo doodle.

A Moog disponibilizou um pequeno manual do Moog Doodle (em inglês).

Em 1970, os sintetizadores ocupavam salas inteiras, pesavam toneladas e custavam uma fortuna. Em 2003, uma emulação do grande Moog Modular para o computador foi criada pela Arturia e aprovada por Robert Moog. Em 2011, a Moog lançou seu sintetizador para iPad, o Animoog, que, por um bom tempo, foi vendido por menos de 1 dólar. Agora, temos um pequeno sintetizador bem na home do Google.

Dá para imaginar quantas pessoas terão contato com este pequeno instrumento virtual hoje?


Posts Relacionados

5 Comments

  1. Rafael Odon maio 23, 2012 at 10:11 am - Reply

    O mais interessante dessa história toda é ver como a Web está gerando um efeito colateral positivo. Usar um mesmo VST no Windows, no MAC e no Linux pode parecer complicado. Mas o que foi feito no home do Google foi justamente isso! Uma maravilha do mundo moderno proporcionada por navegadores compatíveis com padrões abertos interoperáveis tais como o JavaScript e o HTML 5. Para quem não sabe, muito da tecnologia da Web é padronizada e especificada pelo W3C, um consórcio que define como as coisas devem ser feitas para que funcionem em qualquer navegador, qualquer sistema operacional e qualquer dispositivo. Essa padronização foi pensada originalmente para garantir que qualquer dispositivo que se conecte na rede mundial possa gerar e consumir conteúdo sem dificuldades. Mas com o aumento do poder de processamento, essas tecnologias deixaram de ser apenas para formatar "homepages", e hoje já permitem fazer coisas bem mais complexas, como um sintetizador. E não é que por uma via inesperada, estamos caminhando para transformar as tecnologias Web numa candidata forte à plataforma multimídia interoperável? Quem diria… Enquanto a indústria briga entre sí, e cada sistema operacional tenta aumentar seu rebanho gerando mais dependência tecnológica, eis que vem a Internet por fora e passa na frente. Para quem quiser saber mais sobre como é feita a síntese de áudio em JavaScript, leia esse post aqui: http://acko.net/blog/javascript-audio-synthesis-w... e inspecione o código do exemplo que o autor dá em: http://acko.net/files/audiosynth/index.html

    • musicapps maio 25, 2012 at 10:05 pm - Reply

      Sensacional a colaboração :)

  2. LucasOliveira maio 23, 2012 at 6:26 pm - Reply

    Muito legal Marcus, matéria Simples, mas objetiva, tentei fazer alguma coisa lá mais é muito complicado com o mouse, rsrsrs…

    • musicapps maio 27, 2012 at 11:28 am - Reply

      Não é? Quem sabe um próximo já chega com compatibilidade MIDI?

  3. LucasOliveira maio 28, 2012 at 3:14 pm - Reply

    Quem sabe…

Leave A Response


+ 5 = treze