Combinando instrumentos tradicionais e virtuais para desenvolver e gravar ideias em poucos minutos

Nem só de música em dispositivos móveis vive o editor deste site. Então, neste final de semana que passou, estava testando alguns sons do meu velho sintetizador Microkorg e montei um timbre com arpeggio bem interessante. O curioso é que de dois acordes sendo tocados em sequência no sintetizador (abaixo) surgiu a ideia para um trecho de música.

O iPad e o iPhone não estavam por perto, mas eu estava bem de frente para o Mac e ao meu lado havia uma flauta. Então, por que não experimentar combinar tudo isto rapidamente?

O processo não foi nada sofisticado. Usei o GarageBand para Mac para gravar os acordes que estava testando com o arpejador do Microkorg e inseri um loop de bateria do próprio GB. Daí, imaginei uma melodia para a flauta e gravei um baixo com um timbre que fiz na hora no próprio sintetizador.

Pensei que a segunda parte da melodia da flauta ficaria melhor com outro timbre. Então, decidi substituir a flauta pelas cordas. Os timbres de strings do GarageBand para Mac são sofríveis, o que me fez optar pelo Miroslav Philharmonik da IK Multimedia, integrante do pacote Total Workstation, que falamos há um bom tempo por aqui. O próprio Microkorg funciona como um controlador MIDI para o Mac, com o apoio de um simples interface MIDIxUSB.

Depois foi só fazer alguns comentários na flauta, de maneira bastante informal. E aí está um pequeno trecho de algo desenvolvido e registrado em menos de 20 minutos. (Ouça também no SoundCloud)

É claro que processo semelhante poderia ocorrer utilizando o iPad/iPhone e os acessórios corretos, mas a ideia deste post é simplesmente sugerir a mistura de equipamentos e instrumentos que você tem em casa para criar alguma coisa diferente. Combine violão e apps musicais, sintetizadores com guitarra, baixo com Drum Machine.

O processo é rápido, divertido e os resultados serão, no mínimo, curiosos! :)

Curta e compartilhe!