Retrospectiva MusicApps: Fevereiro de 2011

Em fevereiro, conferimos a entrevista com o DJ Ilan Kriger, falando sobre as possibilidades do iPad na música eletrônica, estilo que recebeu uma nova ferramenta de controle com o tablet, o app Konkreet Performer. Por falar em apps com interface alternativa e inovadora, foi em fevereiro que Rob Fielding começou a mostrar como seria o ótimo Geo Synthesizer, com o seu projeto Pythagoras.

A tecnologia MIDI continuou avançando nos dispositivos iOS. Um dos posts que fizemos rodou o mundo. Muita gente baixou o modelo de controle que desenvolvemos para tornar o iPad um painel virtual para o sintetizador microKORG. Enquanto isso, ficamos ansiosos pelo MorphWiz MIDI de Jordan Rudess. Pelo menos em 2011, o app não viu a luz do dia.

Falando em expectativas frustradas, desde fevereiro especulamos sobre o desenvolvimento da música em dispositivos Android. No post O que esperar da música no Android e seus tablets?, mostramos o que poderia acontecer, mas…

A guitarra no iOS estava cada vez melhor! Marcos Kleine (Ultraje a Rigor) falou ao MusicApps sobre guitarra, tecnologia, apps musicais e o iRig e os guitarristas sorriram com a chegada do novo Amplitube Fender à App Store.

Para todos os músicos tocando com iPhones e iPads, uma nova possibilidade surgiu com o recurso para tocar com áudio em background no iOS 4.2. E é claro que já estava passando da hora de começar a ouvir o que os leitores do MusicApps estavam produzindo! Por isto, em fevereiro, inauguramos o grupo do MusicApps no SoundCloud. O espaço seria fonte de ótimas ideias postadas no blog ao longo do ano.

Curta e compartilhe!