Matérias, Notícias, iPad, iPhone/iPod Touch

Quando o iPad se transforma em um instrumento musical completamente novo

Marcus Padrini setembro 5, 2011 7 Comments »

Por fazer a cobertura da música móvel em dispositivos iOS, acabo tendo contato diário com dezenas de desenvolvedores. Participo de programas de testes de aplicativos e sempre dou sugestões baseadas nessas experiências. De quando em quando, surge a oportunidade de testar algo bem diferente e inovador, aquele tipo de ideia capaz de mudar tudo, de criar um novo conceito. Este post é sobre um destes momentos e ilustra o encontro de apps controladores e geradores de timbres, fazendo do iPad um instrumento musical completo, verdadeiramente novo e muito flexível.

Se você acompanha o MusicApps, sabe que há algumas semana falamos sobre a iniciativa de um grupo de desenvolvedores que está se movimentando para promover a interação entre apps musicais por meio de um conceito chamado Porta MIDI Virtual. Basicamente, a ideia é fazer com que diferentes apps iOS se comuniquem e trabalhem juntos, rodando em um mesmo dispositivo iOS.

-

De onde viemos?

Em um primeiro momento, vimos o iPad e o iPhone recebendo uma série de títulos musicais interessantes. Depois, com a implementação nativa do recurso coreMIDI no iOS, foi a vez da compatibilidade MIDI tomar conta de dezenas de apps, que agora podem ser controlados por outros dispositivos, ou até mesmo controlar outros equipamentos e instrumentos virtuais no computador. Porém, a ideia  mais recente é diferente. E se tudo pudesse ocorrer dentro do mesmo dispositivo? Interação entre apps, bons timbres, excelentes controladores, tudo isto usando um só iPad ou iPhone, sem nenhum controlador externo ou outro acessório. Bem, é exatamente isto que veremos nas próximas semanas e nos próximos meses.

iPads e iPhones têm telas sensíveis ao toque bastante precisas. Naturalmente, ambos receberam apps que poderiam ser tocados diretamente na tela. Muitos apenas reproduziram na interface as teclas de um piano convencional. Outros foram mais longe e apresentaram novas propostas, como o Mugician e o MorphWiz. Acontece que todas estas boas soluções estavam separadas e não havia comunicação entre elas. Com o início do OMAC, a realidade começa a mudar.

NLogSynth PRO

-

Para onde vamos?

Na última semana, tiver a oportunidade de testar as versões beta de dois grandes apps que estão recebendo o recurso de Porta MIDI Virtual, o NLogSynth Pro (Tempo Rubato) e o ainda não lançado GeoSynth (Rob Fielding / Wizdom Music). O Geo Synth começou como Pythagoras, uma evolução do app Mugician, também de Rob Fielding. O Geo é capaz de produzir sons, porém sua bela interface, no estilo Linnstrument, não poderia ficar restrita apenas aos seus próprios timbres. Compatível com portas MIDI Virtuais, o Geo será capaz de controlar qualquer app que também implementar a novidade.

O NLog é um dos primeiros e melhores sintetizadores de modelagem analógica para o iOS. Rolf Wohrmann é um dos pais do OMAC e as versões beta de seus apps já estão funcionando muito bem controladas por outros títulos.

Melhor do que escrever mais é mostrar tudo isso em prática. Então, em primeira mão, aí está a demonstração que gravei para ilustrar o encontro desses dois grandes apps musicais para o iOS. Controlador e sintetizador trabalhando juntos em um mesmo dispositivo iOS, com a liberdade de alternar entre um e outro a qualquer momento, sem nenhuma dificuldade.

Observe que o Geo proporciona um nível de tocabilidade que jamais seria obtido pela interface do NLog e com possibilidades que também ultrapassam as funcionalidades de um teclado controlador convencional. Vibrato nas pontas dos dedos e bends naturais e precisos. Por falar em bends, alguns aplicativos já estão sendo preparados para trabalhar com bends individuais por nota. Desta forma, será possível, por exemplo, tocar 5 notas ao mesmo tempo e fazer o bend de apenas uma, sem alterar as demais.

Do teste ficaram as melhores impressões. Latência extremamente baixa e muita estabilidade. O mesmo resultado pode ser obtido com o iPad 1. A diferença é que a primeira geração do tablet não consegue trabalhar com muitos apps em background ao mesmo tempo, sem ter que recarregá-los de quando em quando, o que pode comprometer a performance.

É um novo instrumento musical! Timbres de qualidade, excelente resposta e interfaces com ótima tocabilidade, projetadas para tocar na tela dos dispositivos. A melhor parte é que as novidades não são exclusivas para o iPad. O NLog e o Geo, por exemplo, poderão fazer exatamente o mesmo e iPhones e iPods Touch.

-

O novo instrumento da banda?

Falarei muito sobre o assunto aqui no MusicApps, mas neste post já deixo as minhas apostas para o futuro próximo. Acredito que diversos apps controladores irão surgir, assim como vários desenvolvedores irão investir na compatibilidade de seus aplicativos com esses controladores virtuas. É o tipo de situação em que todos ganham. Controladores precisam de bons timbres para acionar, apps sintetizadores e outros poderão ganhar vida nova com controladores inovadores. Ótimas novidades estão a caminho!

Será que no futuro próximo teremos nas formações das bandas algo como: fulano (baixo), ciclano (bateria), beltrano (iPad) ? :)


Posts Relacionados

7 Comments

  1. @paresq setembro 5, 2011 at 10:43 am - Reply

    Como sempre, posts maravilhosos!

  2. Mauricio setembro 5, 2011 at 11:32 am - Reply

    Quando o GeoSynth estará disponível, alguma idéia?

    • musicapps setembro 5, 2011 at 11:51 am - Reply

      Nenhuma ideia por enquanto, mas acho que não deve demorar muito mais. Apenas acho.

  3. Vinicius outubro 6, 2011 at 12:44 am - Reply

    Poxa, eu tenho uma banda assim. Eu toco o Ipad, mas ainda estou experimentando as possibilidades. Não tenho a menor idéia de onde isso vai levar.

  4. Luiz Portinari novembro 7, 2011 at 2:08 am - Reply

    Olá Marcus! Belíssimo site! Virou ponto de referência pra mim já!!
    Eu sou músio, é minha profissão! Sou guitarrista, vivo de tocar na noite e hoje em dia uso bastante o iPad pra tocar teclados complementares ou até solos nas músicas! Bem mais fácil de levar do que um teclado, e os timbres são fenomenais! Então já posso te afirmar que o iPad pra mim é sim um instrumento musical nessas bandas minhas! ;)

    Abração!

    • musicapps novembro 7, 2011 at 4:35 pm - Reply

      Legal, Luiz! Muito obrigado pelo comentário. Abraços!

Leave A Response


− um = 8