Matérias, Notícias, Reviews, Reviews de Apps, iPad

Tabletop: espalhe instrumentos e efeitos na mesa e comece a tocar (review)

Marcus Padrini agosto 30, 2011 2 Comments »

O Tabletop (Retronyms) é um app musical que traz para o iPad a ideia de um sistema de áudio modular, em que vários componentes, como sintetizadores e sequenciadores, podem estar interligados, trabalhando como o usuário desejar. Já falamos sobre como o conceito deste aplicativo poderá ajudar a evolução da música no iOS, mas hoje vamos explorar um pouco mais o que o Tabletop já é capaz de fazer.

A ideia principal do Tabletop é funcionar como um estúdio de música eletrônica completo para trabalhar apenas na tela do iPad. A interface apresenta uma espécie de mesa, na qual é possível espalhar seus instrumentos e equipamentos virtuais. Daí, basta realizar as conexões entre estes dispositivos para começar a tocar, sequenciar e gravar as suas músicas.

Dispositivos do Tabletop e as possibilidade de conexão entre eles.

-

O que há para espalhar na mesa?

O Tabletop chega com diversos dispositivos virtuais e permite a aquisição de vários outros no próprio app. Vamos dar olhada nos principais elementos e saber como eles podem ser utilizados.

-

Mixer

Peça fundamental do processo. É nele que ligaremos nossos instrumentos e efeitos, controlaremos volume e pan de cada canal, além do ganho geral da mesa. O modelo que já acompanha o Tabletop é um mixer simples. Há a possibilidade de aquisição de um mixer com entradas e saídas para efeitos. Vale observar que, em ambos os casos, será possível gravar a automação dos parâmetros do mixer (volume, pan, etc), algo extremamente útil na hora de fazer as suas músicas.

-

Sintetizador

O RS3 possui diversos timbres. Mais voltado para pads, leads e baixos, o sintetizador tem apenas 2 oitavas e controles básicos para a alteração dos timbres. Todos os parâmetros podem ser automatizados. É possível obter resultados sonoros poderosos combinando o RS3, efeitos e filtros do Tabletop.

-

Sampler

O gridlok é um dos meus favoritos. Esta mistura de sampler e interface de pads é muito boa para gravar batidas, disparar efeitos e loops. Vários kits com sons de percussão, loops e outros instrumentos já estão disponíveis no gridlok. Mesmo assim, é possível usar os seus próprios timbres sem nenhuma dificuldade, além de poder alterar o comportamento dos sons e pads.

-

Sequenciador no estilo Tenori-on

Para quem gosta da ideia de interface do Tenori-on, este sequenciador é bastante interessante. Há vários timbres disponíveis, ajuste de duração das notas e até 12 padrões de sequência.

-

Sequenciador master

Para usar bem o Tabletop, entender o conceito do Triggerator é fundamental. Imagine o seguinte. Há vários dispositivos na mesa. Todos podem tocar ao mesmo tempo. Eles sempre tocarão em sincronia.  Porém, você não quer apenas ficar tocando a mesma coisa, ou ter que ajustar todos os detalhes de cada instrumento a cada mudança. É para isso que serve o Triggerator. Com ele você grava e controla o comportamento e configurações dos dispositivos na mesa em blocos.

É como se cada pequeno trecho da música fosse um bloco da imagem acima. Normalmente, a música completa seria a reprodução sequencial de todos estes blocos, porém o usuário pode acionar o bloco que desejar quando quiser, alterar a sequência, reproduzir apenas um determinado trecho em loop, etc.

Para facilitar o trabalho, os blocos podem ser renomeados e ainda é possível usar o recurso de copiar e colar para gerar novos trechos com facilidade. A duração do bloco ou sequência é definida pelo usuário.

-

Tabletop e WIST

O Tabletop foi o primeiro app musical não desenvolvido pela Korg a trabalhar com a tecnologia WIST. Desta forma, o aplicativo permite tocar em sincronia com outros apps rodando em outros dispositivos iOS através da comunicação Bluetooth. NLog, ReBirth e outros ótimos apps também estão ganhando compatibilidade com a WIST. Por enquanto, você confere acima o meu teste usando dois iPads, o Tabletop e o iMS-20. Repare que não faço nada no Tabletop durante a música. Toda a sequência é coordenada pelo Triggerator.

-

O que vem por aí?

Para saber quais são os planos dos desenvolvedores para o Tabletop, não deixe de ler este post especial.

-

Resumo do Tabletop para iPad:

-

O que há de bom:

  • Interface modular com vários dispositivos e formas de conexão disponíveis.
  • Ótimo visual gráfico.
  • Fluxo de trabalho simples e intuitivo.
  • Compra de novos dispositivos no próprio app.
  • Sequencia e grava músicas completas com o Triggerator.
  • Compatibilidade WIST.
  • Permite a gravação de samples do usuário.
  • Convite para o desenvolvimento de módulos por outros desenvolvedores.

O que pode melhorar:

  • Compatibilidade com dispositivos coreMIDI e Portas MIDI Virtuais para outros apps.
  • Áudio em background.
  • Inclusão de instrumentos não tão voltados para a música eletrônica.
  • Inclusão de pelo menos um sintetizador de modelagem analógica não baseado em samples.
  • Inclusão de módulos de efeito para fontes de áudio como guitarra, voz, etc.
  • Maior interação com outros apps iOS.

E finalmente:

- Tabletop para iPad:

Tabletop (AppStore Link) Tabletop
Desenvolvedor: Retronyms Inc
Preço: Free
Baixar na App Store!

Tocabilidade (4/5)
Qualidade Sonora:
(4/5)
Interface gráfica: (5/5)
Flexibilidade: (3.5/5)
Profissional: (4/5)
Diversão: (5/5)
Geral: (4/5)

-

Conclusão

Parte do conceito do Tabletop não é exatamente inovadora. Outros apps e até mesmo sites da internet já tinham apresentado soluções modulares semelhantes. Porém, foi a primeira vez que alguém fez isso pensando na interface do tablet, com qualidade sonora, bons gráficos e fluxo de trabalho realmente intuitivo e funcional. Dá para se divertir bastante com o Tabletop e seus equipamentos disponíveis. Também não acho nada impossível começar algo mais elaborado com o app. Poucos minutos são necessários para você já estar tocando a sua primeira experiência.

O sucesso ainda maior do Tabletop dependerá fundamentalmente de dois fatores: a continua adição de novos dispositivos por parte dos criadores e o interesse de outros desenvolvedores em criar para o Tabletop. De toda forma, o Tabletop já é uma ótima opção para quem pretende experimentar o conceito modular e não quer fazer um verdadeiro curso de síntese sonora e ou perder várias horas aprendendo a interface de um app para poder usar algo como o SunVox e outros. Para quem curte música eletrônica, compra recomendada.


Posts Relacionados

2 Comments

  1. Sidnei Brito janeiro 26, 2012 at 9:37 pm - Reply

    Aproveitei a promoção e comprei o básico.
    Vi alguns problemas ,não consegui mudar a oitava no RS3
    No tone Matrix uma oitava trabalha dentro da escala mostrada,quando parte para a próxima oitava muda.
    Senão me engano muda para uma quinta acima.
    E no gridlock não é possível apagar um pad se precisar.
    Ou abaixa o volume da peça,tenta o UNDO ou apaga tudo e começa de novo.
    Pensei numa alternativa que é ir copiando ps patterns pra não perder toda a execução se tiver algum problema.
    Se passasse a funcionar com o CORE MIDI resolveria os problemas de oitava e alguns outros.
    Mas o conceito é legal.
    Vou esperar o update pra ver se vale a pena comprar algum outro periférico

Leave A Response


seis + = 12