Apogee JAM: interface de áudio com qualidade de estúdio para Mac, iPad e iPhone 4 (Review)

A Apogee JAM é uma interface de áudio capaz de conectar guitarras, baixos e outros instrumentos a iPads, iPhone 4 e computadores Mac. Podendo ser ligada às portas dock dos dispositivos e USB no computador, ela foi um dos destaques na apresentação do GarageBand para iPad, durante o evento de lançamento da segunda geração do tablet, em março deste ano. Tive a oportunidade de passar pouco mais de uma semana com a JAM (cedida pela Quanta Store) e realizar diversos testes. Os resultados e as nossas impressões você confere agora neste review.

Com a tecnologia PureDIGITAL de conexão de instrumentos, a JAM promete oferecer timbres de altíssima qualidade na gravação e performance de guitarras e baixos em iPads, iPhone 4 e também no Mac, sem nenhuma configuração especial, sendo alimentada pelos próprios dispositivos.

O que há na caixa?

Na caixa, além da interface, estão os cabos de ligação para Mac e dispositivos iOS, guia rápido de referência e um adesivo com velcro dupla face, para fixar a JAM em superfícies lisas ou instrumentos. Confira o nosso unboxing.

Construção e características

A JAM é feita de material plástico resistente e é bastante leve. A interface oferece uma conexão P10 para instrumentos.

Na outra extremidade da interface há a conexão para um dos cabos que chegam com o produto (USB para Mac e para dispositivos iOS)

Mesmo tendo sido criada especialmente para guitarra e baixo, a JAM funciona normalmente com outros instrumentos. Esta compatibilidade é facilitada pelo controle de ganho de entrada, que a interface traz na lateral.

A JAM possui um LED indicador que demonstra o status da interface e também ajuda a regular o ganho correto do instrumento conectado. A cor azul indica conexão, a verde sinaliza que a JAM está em atividade. Luzes amarelas e vermelhas poderão indicar picos de sinal e sugerem a diminuição do ganho de entrada.

A JAM é extremamente portátil. Compare o tamanho da interface com o MagicMouse e um teclado bluetooth.

Dentro da JAM há um conversor de sinal analógico para digital de 24 bits. A interface otimiza o sinal de entrada com seu pré-amplificador de instrumentos, com ganho de até 40 db, e função soft limit (limitador automático) para otimização do áudio.

A Apogee JAM não possui saída de áudio. O som é monitorado pela própria saída de fones do iPad/iPhone ou saída de áudio no Mac.

Compatibilidade com dispositivos

No iOS a JAM trabalha com as duas gerações do iPad e com o iPhone 4. O produto não é compatível com modelos anteriores do iPhone com o iPod Touch de qualquer geração.

No Mac, a JAM é reconhecida sem nenhuma necessidade de instalação de software. Basta conectar, defini-la como padrão de entrada de áudio e começar a tocar e gravar.

Compatibilidade com aplicativos

No iOS a JAM irá funcionar com todos os aplicativos compatíveis com a entrada de áudio pela porta dock. Este é o comportamento normal da maioria dos apps musicais. Dos títulos que testei, apenas os da IK Multimedia, como Amplitube e Vocalive, não funcionaram com a interface da Apogee. Tudo certo com AmpKit, StompBox, MultiTrack DAW, Meteor e diversos outros.

A JAM irá trabalhar no Mac com todos os softwares CoreAudio, que é o padrão da Apple.

Nossos testes

Optei por realizar alguns testes diferentes, usufruindo da mobilidade que a combinação iPad-JAM pode oferecer. Levei a interface e o tablet até a casa do Rafael Odon, guitarrista, baixista e grande amigo. Ele não está muito habituado a utilizar os aplicativos musicais e acessórios para o iOS, logo achei que sua opinião e impressões seriam bastante importantes para julgar a qualidade das gravações realizadas com a JAM.

Antes de mais nada, vale destacar a praticidade do processo. O que você vê na foto acima estava preparado e funcionando em poucos segundos. Para fazer os testes precisamos apenas do iPad, o GarageBand, a JAM, cabo convencional de instrumentos (P10xP10) e guitarra, violão, etc.

Oa primeiros testes foram realizados gravando um violão elétrico com cordas de aço. Regulamos o ganho de entrada e rapidamente gravamos estas duas amostras:

Viola?o 1 Apogee JAM by musicapps

Viola?o 2 Apogee JAM by musicapps

A falta de ruído é impressionante. Quem já gravou violão com o computador sabe da dificuldade de obter um bom sinal com o instrumento. O pré-amp e a regulagem da JAM fizeram a diferença.

Depois, decidimos fazer alguns testes com o baixo, outro instrumento relativamente chato de gravar. Observe que a amostra abaixo não tem nenhum tipo de noise gate ou tratamento, apenas um leve reverb.

Baixo Apogee JAM by musicapps

Por fim, colocamos outros recursos do GB para funcionar e fizemos este vídeo combinando timbres de orgão e Smart Drums do GB com as gravações de baixo e guitarra feitas com a JAM.  A música é Sylvia, da banda holandesa Focus.

Alguns leitores me disseram que estão enfrentando problemas com ruídos na hora de gravar guitarras com as interfaces que se conectam a porta de fone dos dispositivos e queriam saber como era o comportamento da JAM com este instrumento. Seguem duas rápidas amostras de diferentes apps tocando somente com a guitarra.

Nesta o som da guitarra totalmente sem efeitos, registrado pelo MultiTrack DAW

Guitarra clean Apogee JAM by musicapps

Nesta outra, timbre distorcido no AmpKit. Aliás, a JAM proporcionou a melhor experiência que já tive com o AmpKit. Nada de feedback e com utilização de Noise Gate apenas para controlar os ruídos da própria simulação de efeito do app. O sinal da guitarra chega muito limpo.

Ampkit Apogee JAM by musicapps

Ficamos bem satisfeitos com a qualidade que a JAM oferece. Com boa oferta de ganho dos instrumentos e nenhum ruído aparente, é mais fácil se concentrar apenas no timbre que você quer obter ou naquilo que está tocando.

Sobre a duração da bateria dos dispositivos com a utilização da JAM, não pude realizar testes longos com o iPhone 4. Porém, fica o exemplo do iPad. Levei o tablet para os testes no home studio com 75% de carga. Gravamos por uma hora. Em casa, separei e exportei o áudio por mais uma hora. No final do processo o iPad tinha 59% de carga, o que pode ser considerado um consumo baixo além do normal.

No Mac o comportamento foi o mesmo. Grande qualidade no sinal de entrada e facilidade extrema de utilização.

Apogee JAM x Outras opções no mercado

Muita gente pediu um comparativo entre Apogee JAM e outras interfaces de áudio para o iOS que estão no mercado. A JAM ganha em alguns pontos e perde em outros.

Na comparação com interfaces de áudio que fazem conexão pela porta de fone/microfone dos dispositivos, acredito que as maiores vantagens da JAM são: conexão pela porta dock, qualidade do áudio na entrada, controle de ganho, conversor AD com qualidade Apogee e a possibilidade de funcionar como interface de áudio USB de alta qualidade para Mac.

As desvantagens estão relacionadas ao maior consumo de bateria dos dispositivos, já que é alimentada por eles, e problemas de compatibilidade com alguns apps, como Amplitube e Vocalive, e outros dispositivos iOS (iPhones anteriores ao 4 e iPods Touch, de qualquer geração, não funcionam com a JAM).

MusicApps sobre a Apogee JAM:

Construção e Durabilidade [Rating:4/5]
Facilidade de utilização: [Rating:5/5]
Portabilidade: [Rating:5/5]
Compatibilidade: [Rating:4/5]
Profissional: [Rating:5/5]
Preço: [Rating:4.5/5]
Geral: [Rating:4.6/5]

Disponibilidade

A Apogee JAM é oferecida no Brasil pela Quanta Store e pode ser adquirida online neste link.

Conclusão e considerações finais

A Apogee Jam é uma ótima opção para quem procura uma interface de áudio com grande qualidade para a gravação de instrumentos musicais com iPads, iPhone 4 e Macs. A facilidade de configuração (ou a falta de necessidade de configurar qualquer coisa) é um dos pontos altos do produto. Gravações profissionais de guitarras, baixos e outros instrumentos podem ser facilmente realizadas com a interface, assim como o processamento do sinal destes instrumentos para tocar ao vivo com o computador ou apps iOS.

Na página do produto, a Apogee informa: “você irá notar imediatamente a diferença sonora entre a JAM e outros produtos similares”. A propaganda corresponde à realidade.

Curta e compartilhe!