Notícias, iPad

Alesis iO Dock: review detalhado do site Sonic State

Marcus Padrini agosto 10, 2011 4 Comments »

Via Sonic State

O site Sonic State apresentou ontem o seu review do Alesis iO Dock. As impressões sobre o dock que transforma o iPad em um estúdio multimídia foram registradas no vídeo acima e no post original (em inglês).

Resumi os principais pontos de ambos:

  • O iO Dock é feito de plástico bem resistente, o que parece ser o suficiente para enfrentar às situações de palco.
  • O adaptador para iPad 2 está vindo de fábrica.

Sobre as conexões traseiras:

  • São duas saídas de áudio P10.
  • Duas entradas P10/XLR (a entrada 2 tem opção para ganho de guitarra).
  • Há a opção para monitoração direta do sinal de entrada.
  • botão para ligar/desligar Phantom Power.
  • Entrada para footswitch.
  • Saída para vídeo do tipo RCA.
  • Entrada para alimentação.

Sobre as conexões laterais:

  • Portas MIDI (In/Out)
  • Porta USB para a conexão com o computador.
  • Controle de volume geral.
  • Controle de volume para fone de ouvido

O Alesis iO Dock vem com fonte de alimentação. Com a fonte ligada, é capaz de carregar o iPad a ele conectado. A entrada USB lateral funciona apenas para a conexão com o computador e é capaz somente de enviar mensagens MIDI. Os testes demonstraram que o computador passa a reconhecer o iO Dock como uma interface MIDI/USB convencional. Desta forma, você pode enviar dados MIDI para o computador, como também poderá direcioná-los do computador para o iPad.

A compatibilidade dos apps é basicamente o que já havia dito: se o aplicativo é compatível com coreAudio ou coreMIDI pela porta dock, funcionará com o iO Dock. Os aplicativos da IK Multimedia não são. Logo, nada de Amplitube ou Vocalive funcionando com ele, pelo menos pro enquanto.

Outra informação importante é que o iO Dock não processa o sinal de entrada para depois enviá-lo ao iPad. Segundo o Sonic State, o dock funciona apenas como um conjunto de conexões responsáveis por enviar o sinal de entrada ao tablet via porta dock, exatamente como ele chega.  Mesmo assim, há o ganho de entrar com o áudio por conectores adequados, em vez da porta de fone/microfone que não foi projetada para esta utilização.

Espero conseguir postar os meus próprios testes com o iO Dock o quanto antes. Segundo a última informação que tivemos da Habro Music, o produto deverá chegar ao mercado brasileiro em outubro.


Posts Relacionados

4 Comments

  1. Antonio agosto 11, 2011 at 3:29 am - Reply

    Meu amigo esta indo para o EUA semana que vem, e estava querendo pedir pra ele trazer um. Sera q vale a pena mesmo? ou conecto uma placa como o M-AUDIO FAST TRACK ULTRA via CCK e fica tudo certo?sou tecladista e gostaria de usar para disparar trilhas (VS) ou para timbres+controlador.

    • musicapps agosto 11, 2011 at 8:49 am - Reply

      O iO Dock tem fonte própria e foi projetado para o iPad, já a Fast Track irá precisar de um hub usb alimentado e de uma conexão via Camera Connection Kit que, em determinadas situações ao vivo, pode ser bem frágil. Creio que a melhor opção seja o iO Dock.

  2. Antonio agosto 12, 2011 at 9:11 pm - Reply

    Estava vendo pela vantagem de que o Fast track possui mais saídas(6 saídas), havendo a possibilidade de endereçar cada track individualmente para cada via de P.A., ja o IO Dock tem so 2 saídas ( L e R ). O fast track tem fonte também, parece que toda essa ideia ainda nao haja muita estabilidade para uso ao vivo ainda.

    • musicapps agosto 12, 2011 at 10:51 pm - Reply

      Muito cuidado antes de comprar interfaces de áudio com várias saídas para o iPad. O tablet trabalha apenas com interfaces class-compliant (que funcionam sem driver no mac) USB 1.0 . Interfaces USB 2.0 apenas ou que precisem de drivers especiais não irão funcionar. A Fast Track normal funciona. A ultra, provavelmente não.

Leave A Response


9 × nove =