Notícias, iPad, iPhone/iPod Touch

Onde estão os Mellotrons MIDI do iOS?

Marcus Padrini junho 17, 2011 2 Comments »

No post com algumas amostras de timbres do ainda não lançado Horizon Synth para iPad, surgiu um comentário de um leitor dizendo que o iOS já está bem servido de sintetizadores, mas há uma dificuldade de encontrar apps com bons timbres de órgãos, pianos e outros instrumentos acústicos.  Hoje o iPad conta com o GarageBand com timbres até legais, mas ainda meio distantes dos instrumentos virtuais para desktop, com raras exceções. Não é a solução para os problemas do mundo, mas me lembrei dos apps com timbres de Mellotron lançados pela Omenie, alguns realmente com excelentes sons, bastante elogiados por tecladistas de todo o mundo.

Ellatron HD

No final do ano passado, a Omenie publicou em seu site o aviso sobre a implementação da compatibilidade MIDI em seus apps de Mellotron, como o Ellatron e o M3000 HD.  Em 17 de dezembro de 2010, eles comentaram no mesmo site sobre a necessidade de se consumir café quando se desenvolve apps para o iOS.  Então, eles foram tomar o cafezinho no fim do post e nunca mais voltaram.

A última mensagem do Twitter do desenvolvedor falava sobre o envio da versão MIDI do Ellatron para aprovação na App Store, da implementação no M3000 e também da compatibilidade dos apps com a MIDI Mobilizer. Isto foi em Janeiro. Depois, silêncio… Seis meses se passaram sem termos mais nenhuma notícia da Omenie e de seus aplicativos. O blog parou, o Twitter se calou. É uma pena. Contar com MIDI em apps com bons timbres como os produzidos pela Omenie seria muito bom. Vou tentar descobrir o que aconteceu depois do cafezinho.

Há algum tempo, lá no início do blog, fizemos um especial sobre os Mellotrons do iOS. Se ainda não leu, aqui está.


Posts Relacionados

2 Comments

  1. deniscass junho 17, 2011 at 10:44 am - Reply

    É verdade! espero que a situação mude com o Ipad 2 agora e seus 512MB de RAM e processador Dual… fico pensando em um ThumbJam, Garage Band ou Nlog com capacidade de carregar 128MB de multi-samples de um piano de cauda, ou um Hammond B3 autêntico, quem sabe um multisample de 4 camadas dos pianos da Roland ou Yamaha e sem falar nos metais da Korg… Penso que já temos capacidade de Hardware… me lembro que a uns anos atrás a Korg lançava o KARMA e o OASIS que funcionam com base num processador Intel adaptado … e como técnico de TI, vejo que o A4 supera em performance de aplicações multimidia os processadores Pentium de uns 4 anos atrás com folga… imaginem o A5.
    E talvez seja por isso a demora em atualização de alguns apps como o lançamento do SampleWiz e o Horizon… quando tivermos mais Ipads 2 no mercado, seria excelente ter todo esse poder de fogo. e quem sabe as empresas de renome resolvam investir mais como fez a Korg no estilo IOS de se fazer música

    • musicapps junho 17, 2011 at 1:11 pm - Reply

      Exato. Quando comecei a usar os VSTis (há 254352 anos), lembro que um Minimoog já funcionava perfeitamente com processadores e demais componentes de hardware inferiores ao que existe no iPad. Entendo que a baixa capacidade de armazenamento impede algumas aplicações mais pesadas. Porém, o que já existe dá e sobra para bons apps com ótimos instrumentos dedicados. Há várias empresas bem grandes testando o iOS com aplicativos bem simples e sabemos que instrumentos viuais não surgem do dia para a noite. Acho que teremos boas novidades em um futuro próximo.

Leave A Response


2 × = quatro