Matérias, Notícias, Reviews, Reviews de Apps, iPhone/iPod Touch

EnergyXT para iPhone/iPod Touch (Review)

Marcus Padrini maio 18, 2011 4 Comments »

O popular software de produção musical EnergyXT chegou ao iOS recentemente. Comentamos em seu lançamento que a versão para iPhone e iPod Touch parecia destinada a ser um complemento do software para o desktop. Após ter realizado alguns testes com o aplicativo, já posso adiantar o que te espera nesta versão móvel.

-

O conceito

A descrição do EnergyXT para iOS em seu site e também na App Store não ajuda muito a entender o que o aplicativo oferece. Não existem muitos detalhes sobre seus instrumentos, interface e recursos.

Após os testes, percebi que o objetivo do app é ser uma ferramenta portátil para iniciar o registro de ideias que depois poderão ser trabalhadas no computador. Para isto, o EnergyXT oferece uma coleção interessante de instrumentos, com controles de sintetizador e efeitos, além de pistas de áudio e bateria (no estilo pad).

Após finalizar a sua produção no app, é possível enviá-la ao Dropbox de três maneiras diferentes: arquivo de áudio mixado, em faixas de áudio separadas ou em um arquivo MIDI.

-

A interface

O primeiro contato com o EnergyXT para iOS foi parecido com a minha primeira experiência com o título no Windows. A interface não é muito inspiradora. Cores escuras e nada que lembre nem de longe algo como o NanoStudio ou GarageBand, em relação ao visual.

Quanto à interface e o método de utilização do aplicativo, o EnergyXT aposta em um sequenciador bastante prático. A proposta é imaginar a sua música em partes (patterns), editar cada uma delas e depois organizar a sequência definitiva. Dentro de cada pattern há como trabalhar com pistas de áudio, instrumentos sampleados e bateria.

São 3 tipos de pistas para instrumentos e um para a voz/guitarra/violão. Confira os detalhes de cada tipo de pista disponível:

  • Drum track: sons sampleados de bateria.
  • Sound track: sons sampleados/sintetizados para criar linhas de baixo e melodias
  • Chord track: grave e edite harmonias com editor de acordes e sons do sampler ou sintetizador.
  • Audio track: grave sua voz, violão ou guitarra com o recurso de gravação múltipla.

O EnergyXT deixa trabalhar com o número de pistas que seu dispositivo aguentar.

Detalhe interessantíssimo: pelos meus testes, não há a definição do máximo de pistas que o EnergyXT pode trabalhar. Cheguei a gravar com 25 faixas de áudio e instrumentos e tudo funcionou sem problemas no meu iPad 1. A partir daí, o app começou a ter um comportamento estranho e chegou a fechar algumas vezes sentindo a sobrecarga.

Exemplo com uma faixa que gravei com 18 pistas:
EnergyXT for iOS: test with 18 tracks by musicapps

-

Os sons

A qualidade dos timbres é muito boa. O EnergyXT para o iOS vem com samples de instrumentos fornecidos pela boutique Loopmasters e também conta com sintetizador e efeitos que oferecem filtros e controles para alterar estes timbres drasticamente.

Além de 03 kits de bateria, a coleção de samples traz outros 24 instrumentos bastante diversificados. Senti falta de um bom piano tradicional e de um timbre de guitarra ou violão para auxiliar nas composições. Em compensação, existem ótimos sons de sintetizadores e um bom piano elétrico.

Gravei em vídeo o primeiro teste com o aplicativo e acabei registrando uma série de timbres:

-

Versatilidade e flexibilidade de um lado, limitações de outro

É ótimo poder usar um app que não tenha limitação de faixas de instrumento e que traga consigo bons timbres e uma interface simples. Também é muito bom contar com o recurso de gravação de áudio em um sequenciador. Melhor ainda é poder exportar suas criações para o Dropbox em MIDI, áudio mixado ou faixas de áudio individuais!

Exportar seus trabalhos no EnergyXT é muito simples com o Dropbox

Porém, em contraste a toda essa flexibilidade, o EnergyXT apresenta sérias limitações, que podem ser encaradas como grandes oportunidades de melhorias para as próximas atualizações.

Um delas é a tocabilidade do aplicativo. A latência do EnergyXT ainda não está no nível de apps como o GarageBand ou NanoStudio. É perfeitamente tocável, melhor do que todo e qualquer aplicativo para Android, por exemplo, mas no iOS já existem títulos com latência um pouco inferior.

Outro ponto é a ausência do recurso de importar os samples do usuário. Muitos aplicativos fazem isso e o recurso abre um mundo de possibilidades. Ficar limitado aos mesmos timbres exige que o aplicativo tenha uma coleção de sons muito fantástica e bastante diversificada. Não é o caso.

Nada de MIDI no EnergyXT para iOS. Espero que, como na maioria dos apps recentes, o recurso passe a figurar na lista de pontos positivos do app nas próximas atualizações.

O EnergyXT não salva automaticamente as alterações nos projetos. Então, se você estiver usando muitas pistas e o app fechar do nada, você perderá tudo que fez após salvar pela última vez. Salve sempre.

Por fim, baixei o app no meu iPod Touch 4G e ele funcionou muito bem. Entretanto, é inevitável não pensar em utilizá-lo no iPad. Fiz o teste e funciona legal, mas uma versão universal seria muito bem-vinda. Outros bons aplicativos musicais do iPhone também estão na lista do “Ah, se fosse universal…”.  Beatmaker 2 e NanoStudio são bons exemplos.

-

Resumo do EnergyXT para iPhone/iPod Touch:

-

O que há de bom:

  • Rápido e leve
  • Bons timbres
  • Número de faixas de instrumento e áudio limitadas apenas pela capacidade do dispositivo
  • Integração com o Dropbox
  • Exportação de faixas em arquivos de áudio e MIDI
  • Interface de sequenciador muito simples e funcional

O que pode melhorar:

  • Compatibilidade com a interface MIDI Mobilizer e suporte à coreMIDI para iPads
  • Compatibilidade com o controlador SynthStation 25
  • Otimização da latência
  • Permitir a importação de samples do usuário
  • Salvar o projeto automaticamente, evitando perda de dados em ocasionais travamentos

E finalmente:

- EnergyXT para iPhone/iPod Touch:

energyXT (AppStore Link) energyXT
Desenvolvedor: Jorgen Aase
Preço: Free
Baixar na App Store!

Tocabilidade (3.5/5)
Qualidade Sonora:
(4/5)
Interface gráfica: (3/5)
Flexibilidade: (3.5/5)
Profissional: (3.5/5)
Diversão: (4/5)
Geral: (3.5/5)

-

Conclusão

O EnergyXT para o iOS quer dizer mais do que aquilo que o aplicativo consegue fazer. Trata-se de um famoso software de produção musical do bom e velho computador chegando ao dispositivos móveis. Isto não é pouca coisa.

Sua versão móvel ainda parece trabalho em execução, mas já traz alguns recursos interessantes e oferece uma ótima experiência de utilização na maioria do tempo que você passa com ele.

Não trocaria o NanoStudio ou o BeatMaker 2 pelo EnergyXT no momento, mas o fato é que ele faz algo que nenhum deles é capaz: permite a gravação de áudio. É um diferencial e tanto para muitos usuários. Não ter um número limitado de faixas para utilizar ao mesmo tempo é outro ponto muito positivo.

Alguns usuários reclamam da falta das características de modularidade, tão presente na versão para o desktop. Porém, sabemos das limitações do iOS para estabelecer a comunicação entre seus próprios aplicativos e outros dispositivos.

Gostei muito do EnergyXT para o iOS, mesmo com suas limitações. Se eu estivesse apenas com um iPhone ou iPod Touch para registrar uma ideia musical em qualquer lugar e precisasse trabalhar com instrumentos sampleados e áudio, acho que ele já seria a minha primeira opção.


4 Comments

  1. Werther maio 18, 2011 at 5:26 pm - Reply

    Eu sou usuário do Energy XT no PC e até o uso para dar aula na PUC-RJ sobre áudio digital, pois acho um programa muito simples e intuitivo. No entanto, o que me deixou meio decepcionado nesta versão, foi o piano roll. Em geral, acho que nenhum app de iOS acertou no piano roll até agora. Eu estou habituado a compor escrevendo notas no piano roll, e para isto os apps de iOS são terríveis! Todos eles são voltados para a gravação via toque de teclado, deixando a interação no piano roll incompleta (caso do XT) ou desajeitada (caso do nanostudio). Ainda não dei muita chance ao programa depois disto, pois minha primeira reação foi: "Ah não… mais um piano roll horrível. 10 dólares no lixo!"

    De repente eu tento novamente depois, mas sigo aguardando um app decente neste sentido. Para a parcela de pessoas que pretendem compor algo relevante escrevendo notas, é muito importante.

    • musicapps maio 18, 2011 at 8:43 pm - Reply

      Já experimentou o Brainwave para o iPad? Ele é praticamente baseado na ideai do Piano Roll. Agora ele também envia mensagens MIDI via Wi-fi e com o Camera Connection Kit. Me fale quais você já testou e posso te passar outras opções. Já testei vários. Abraços!

      • Werther maio 19, 2011 at 1:10 am - Reply

        Eu vi o Brainwave e achei interessante nesse sentido. Mas como ele não é exatamente barato, estava botando mais fé no lançamento do FL Studio Mobile e do Energy XT. Até onde eu vi, o Brainwave não possui versão free, então fiquei receoso.

        Eu testei Energy XT, Nano Studio, Garage Band, Sunvox, iSequence (esses todos eu tenho), e ainda o Xewton, e um amarelinho de chiptunes que já esqueci o nome (que até tem um pianoroll decente). Ou seja, bastante coisa! :D

        O que acontece é que eu já sou um entusiasta da música móvel ha alguns anos e sou usuário fiel do Bhajis Loops (http://www.chocopoolp.com/bj_index.php) para Palm, que apesar de rodar num hardware muito inferior, está muito a frente dos apps de iOS no quesito piano roll. Claro que quando se fala em áudio multipista, samples, polifonia, etc., o papo é outro.

        Mas meu problema mesmo é com o método de entrada e manipulação de notas.

        • musicapps maio 20, 2011 at 1:29 am - Reply

          Vou procurar o que existe de melhor para a finalidade e te falo.

Leave A Response


9 − = quatro