Notícias, iPad, iPhone/iPod Touch

Apple aprova app com a mesma característica que barrou o SoundPrism [Atualizado]

Marcus Padrini março 18, 2011 1 Comment »

Poucos dias após reprovar uma atualização do SoundPrism, alegando que o app estava em desacordo com as normas de desenvolvimento de aplicativos iOS, por cobrar pela funcionalidade MIDI como item opcional dentro do app, a equipe da Apple App Store autorizou ontem a comercialização do app o Fairlight, que cobra pelo recurso MIDI separadamente e anuncia o contrário em sua descrição da loja.

[Atualizado] Mesmo com a informação incorreta dentro do próprio app, dizendo que o recurso MIDI não está presente na versão básica, após reiniciar o app alguma vezes e acessar a tela de timbres, o Fairlight básico é sim capaz de receber mensagens MIDI.

Dê uma olhada nas imagens abaixo. A primeira é da descrição do Fairlight na App Store mostrando o que já vem na versão básica do app (que custa 10 dólares):

A segunda mostra uma tela do app dizendo que o recurso MIDI está disponível apenas na versão PRO (que custa mais 40 dólares).

Fiz o teste há pouco. Nada de MIDI na versão básica do Fairlight. Recebi o aviso por meio do twitter do @Chris_Randall, justamente citando o fato curioso. Imagino como estão felizes os usuários que compraram o app, acreditando na descrição e não podendo contar com o recurso sem pagar pela versão PRO. Mais feliz ainda deve estar o pessoal da Audanika que teve a atualização do SoundPrism rejeitada exatamente tentando fazer a venda da funcionalidade MIDI dentro do app, com certeza avisando os usuários.

Espero que os desenvolvedores decidam liberar a funcionalidade MIDI para a versão básica do Fairlight, seguindo o que está escrito na descrição da App Store. Também gostaria muito de entender o que há de diferente entre este app e o reprovado SoundPrism que justifique a diferença de decisão.

[Atualizado] Existem alguns problemas na implementação MIDI do Fairlight básico. O recurso não funciona na primeira vez que você carrega o app. Tocar um teclado MIDI, enquanto você navega pela interface do Fairlight, também não é nada legal. Com os efeitos sonoros do app, reproduzindo os ruídos do hardware original, os timbres se misturam a estes ruídos e há a impressão de travamentos no áudio.

De toda forma, fica a retificação de que a versão básica tem sim o recurso MIDI.


Posts Relacionados

One Comment

Leave A Response


× 3 = quinze