Matérias, Notícias, Outros Dispositivos

Recordar é viver: Tablet HP Compaq TC 1100

Marcus Padrini fevereiro 16, 2011 2 Comments »

Em 2003, os tablets não eram exatamente um sonho de consumo e nem algo que desesperava fabricantes em todo o mundo para o lançamento de novos modelos. Na verdade, eram apenas uma aposta. Não deixa de ser bem legal recordar equipamentos que foram lançados naquela época e que ainda hoje têm características interessantes. É o caso do Compaq TC 1100, um tablet PC produzido pela HP em 2003.

Com certeza, já havia visto vídeos e fotos do TC 1100 antes, até posso ter visto alguém usando este tablet perto de mim. Porém, nesta semana, conversando com uns amigos da Itália que estou recebendo, tomei um susto ao perceber que um deles tirava da mochila este equipamento. Ainda não havia usado o TC 1100 e a experiência foi bastante interessante.

A idéia é bem diferente do iPad. A proposta da HP era trabalhar com uma espécie de notebook que vira tablet e o contrário. Para isto, existe a possibilidade de remorver o teclado, que funciona como uma base para aquilo que seria o tablet. O conceito lembra um pouco o que a Dell faz agora com seu modelo Tablet PC Latitute XT2. A tela deste tablet da HP é resistiva e não capacitiva como a do iPad (conheça as diferenças).  Ele trabalha apenas com a caneta que o acompanha (ou outra do gênero) e as funcionalidades de touchscreen são bem limitadas.

Por outro lado, é bastante curioso ver no TC 1100 diversos recursos que os usuários tanto gostariam de ter em seus iPads, como entrada de cartão de memória, portas USB, áudio em estéreo e saída de vídeo. O Hardware de 8 anos atrás ainda tem boas configurações para um tablet: processador de 1,2 Ghz, 40 gb de HD, até 2 gb de ram e tela de 10,7 “.

Claro que boa parte das diferenças já se justifica só de olhar para o TC 1100 ao lado do iPad. Ele é um pouco menos espesso que um notebook convencional e pode utilizar basicamente as mesmas peças de qualquer laptop, o que seria impossível no iPad. Seu peso é quase 2 vezes maior que o tablet da Apple (1,4 Kg). A realidade da duração de bateria também é bastante diferente, mais uma vez o TC 1100 segue a maioria dos notebooks e não resiste mais do que duas horas com bom brilho na tela e wi-fi ligado.

Fiquei imaginando se poderia tê-lo utilizado para a música. Em 2003, e até nos dias de hoje, acho que seria bastante possível. O Windos XP ainda é o sistema de boa parte dos usuários de instrumentos virtuais. O hardware permite rodar muitos plugins e a questão do teclado destacável facilitaria bastante o transporte apenas do tablet para shows e ensaios. Por outro lado, os apps controladores e instrumentos musicais diretamente na tela do tablet (como os do iPad) praticamente não existiriam e nem mesmo funcionariam.

Neste vídeo (via ) é possível ver como o TC 1100 pode trabalhar muito bem com o Windows 7 e também conferir um pouco mais de suas características de utilização.

O TC 1100 pode ser encontrado, usado, com certa facilidade por aí. Uma breve pesquisa na internet revelou preços que variam entre 900 e 1200 reais.


Posts Relacionados

2 Comments

  1. Sato dezembro 31, 2011 at 6:23 pm - Reply

    Eu tenho um deste e acho otimo na questão de ilustração
    sua caneta tem nivel de sensibilidade à pressão , coisa que o ipad é pouco explorado.
    A base de ter o O.S. com windows facilita o uso de softwares como photoshop,skechtbookpro,painter corel e pait tool sai e com isso vc acaba aproveitando mais na questao de desenho, coisa que o ipad nao lhe oferece tão bem.
    Tenho 2 videos aqui que fiz http://www.youtube.com/watch?v=qJISzRzmMJo http://www.youtube.com/watch?v=1yCcBuC_m9E&fe...

Leave A Response


+ 6 = onze