Matérias, Notícias, Novo na iOS App Store!, Reviews, Reviews de Apps

Review ExpressionPad: versão do LinnStrument para iPad?

Marcus Padrini outubro 12, 2010 3 Comments »

Há alguns meses escrevi aqui sobre o LinnStrument, um instrumento bastante inovador idealizado por Roger Linn e que já tem seu protótipo em funcionamento. Ocorre que Linn teve uma surpresa ao receber a notícia de que a empresa que fabricava suas telas sensíveis ao toque e à pressão havia sido comprada pela Amazon e esta tecnologia seria então utilizada no novo Kindle e em outros produtos. Desde então, nada de novas notícias sobre o LinnStrument que, aparentemente, ficou no protótipo.

Justamente por este protótipo, que pudemos ver em ação no Youtube, ao passear pelos aplicativos musicais da App Store para o iPad tomei um susto ao ver a tela do app ExpressionPad. Ela era quase exatamente igual à interface do LinnStrument. Fiquei bastante curioso e baixei imediatamente o app para testar e irei colocar neste review as minhas impressões. Antes de mais nada, é importante explicar que, pelo menos explicitamente, não há relação direta entre o instrumento de Roger Linn e o app Expression Pad.

LinnStrument à esquerda, app ExpressionPad à direita.

O ExpressionPad obviamente não é sensível à pressão como o LinnStrument, pois o iPad não oferece este recurso em sua tela. O app pode ser utilizado de duas maneiras: com seu próprio timbre ou como um controlador MIDI via wi-fi.

ExpressionPad

Pelos primeiros testes que realizei, já é possível estabelecer alguns pontos positivos e negativos sobre o ExpressionPad para o iPad. O lado bom é a flexibilidade e também a tocabilidade do app. O desenho de sua interface de notas em grades é muito bom.

A flexibilidade de mudança da relação entre as notas exibidas em linhas e colunas faz com que seja possível realmente aprimorar até mesmo alguma técnica no aplicativo e tocar melodias e harmonias confortavelmente.

O glissando entre as notas também é muito bom e é algo que faz qualquer tecladista feliz pois esta possibilidade não existe no mundo das teclas (pelo menos nos teclados mais comuns). Acrescente a tudo isto a grande vontade de utilizar algo que fosse similar ao LinnStrument, o que queria muito desde que assisti o vídeo de Linn pela primeira vez.

Dois outros recursos da interface são bem legais: esconder ou não o nome das notas e também a possibilidade de utilizar um teclado bastante colorido e iluminado em vez do padrão cinza.

Veja um pequeno vídeo que gravei mostrando a utilização básica do ExpressionPad:

A parte não tão boa começa com qualidade ligeiramente fraca do timbre do app e de suas poucas possibilidades de alteração. Há simplesmente um oscilador e controles para abrir e fechar um filtro, adicionar ou não reverb e configurar minimamente parâmetros de release, portamento e ataque, mas que não necessariamente implicam em grandes alterações no timbre gerado.

ExpressionPad como controlador MIDI

Outro ponto ainda não muito claro é a utilização do app como controlador MIDI (só continue lendo este e os próximos 3 parágrafos se tiver interesse em algo um pouco mais técnico). Sou fascinado pelas possibilidades de controladores em telas multi-touch não baseados no modelo de teclado tradicional, mas desde o MorphWiz me pergunto sobre como funcionariam estes apps controlando um instrumento virtual ou sintetizador via MIDI.

Como a maioria sabe, as notas musicais em MIDI têm números. Um Dó da terceira oitava, por exemplo, é a nota 48 em MIDI.  O Dó# é a 49 e o Ré a 50. Em sintetizadores, e outros teclados, você pode utilizar efeitos interessantes como glide ou a roda de pitch bend para fazer algo que os instrumentos de tecla não fazem naturalmente: deslizar pelas notas sem atacá-las.  Depois destas considerações ficam as perguntas: como gerar sinais MIDI que iriam representar um app em que o músico pode tocar no iPad notas que estão inclusive entre um Dó e um Dó#, por exemplo (como no caso do MorphWiz)? Como transmitir esta idéia do glide e fazer com que o instrumento virtual se comporte da maneira desejada?

Como ainda não tinha resposta para estas perguntas, fiquei bastante curioso sobre como funcionaria o ExpressionPad como controlador MIDI por wi-fi e, pelo menos por enquanto, o resultado ainda não é o ideal. Ao deslizar pelas notas na tela do iPad a resposta que se tem, em qualquer instrumento virtual que testei, é a de uma sequência de notas sendo atacadas, como em um teclado. O efeito de glide não prevalece e um dos principais recursos da interface do app fica inutilizado.

Para o LinnStrument um algorítimo rodando em um computador, escrito por Roger Linn e a esposa, recebe as mensagens OSC enviadas pelo dispositivo, converte os dados x/y/z em localizações de notas, pitch, timbre e pressão e sintetiza os sons. O resultado é muita dinâmica e expressividade. Não sei se a comunicação MIDI sozinha é o suficiente para este tipo de interface funcionar como um bom controlador. Acredito que o que mais se aproxima da realidade desta interface é o funcionamento de uma guitarra MIDI.

Vejo duas excelentes opções para que o ExpressionPad seja um excelente instrumento musical para iOS:

1- Trabalhar mais seus timbres internos e seus controles de sintetizador para oferecer qualidade profissional.

2- Ter um software sob medida rodando em um computador que receba as mensagens MIDI ou OSC e faça um processo semelhante ao algorítimo de Roger Linn, fazendo com que todas as características do app sejam mantidas, mesmo utilizando o ExpressionPad como controlador.

Vamos ao resumo do ExpressionPad para iPad:

O que há de bom:

  • Interface semelhante a do LinnStrument de Roger Linn.
  • Ótima tocabilidade, excelente resposta ao toque.
  • Opções para customizar a relação entre as notas exibidas em linhas e colunas.
  • Diferentes visualizações do teclado (cinza, colorido, com ou sem nome das notas musicais)
  • Pode ser utilizado como controlador MIDI via wi-fi

Pode melhorar:

  • O timbre interno pode melhorar e apresentar mais recursos para permitir sua edição.
  • A sensibilidade dos controles existentes no sintetizador precisaria ser revista. Ao alterar o knob de reverb, a mais sutil mudança gera um resultado imenso no timbre final. Porém, ao trabalhar com os knobs de release e ataque, esta diferença no timbre passou longe de ser significativa.
  • Como controlador MIDI o ExpressionPad apresenta alguma latência e não consegue transmitir uma das características principais de sua interface: o efeito de glide entre as notas, sem atacá-las.
  • Acrescentar a opção de vibrato com o movimento da ponta dos dedos.

E finalmente:

-Versão exclusiva para iPad

expressionPad (AppStore Link) expressionPad
Desenvolvedor: mode of expression, LLC
Preço: USD 2.99
Baixar na App Store!

Tocabilidade (4/5)
Qualidade Sonora: (2.5/5)
Interface gráfica: (4.5/5)
Flexibilidade: (4/5)
Profissional: (3/5)
Diversão: (3.5/5)
Geral: (3.5/5)

Conclusão:

Não posso afirmar que o ExpressionPad teve sua interface inspirada no LinnStrument de Roger Linn, mas de fato ela é bastante semelhante ou até mesmo idêntica e sua funcionalidade é inquestionável. Para se tornar um grande app musical o ExpressionPad precisa apenas de alguns ajustes como melhoria nos timbres, mais opções de customização do som e rever a sua funcionalidade como controlador MIDI. Para quem quer ter o contato com uma interface muito interessante para um novo instrumento musical ou controlador, sem dúvida vale a aquisição.

Confirma mais telas do app:

Posts Relacionados

3 Comments

Leave A Response


nove − = 5